BLECAUTE: Interminável Série Espanhola Sobre Criminalista com Amnésia Exagera no Número de Temas que Aborda

BLECAUTE (disponível no GLOBOPLAY) é uma série espanhol (também conhecida como SÉ QUIEN ERES ou I KNOW WHO YOU ARE) que traz a história de um notório advogado criminalista de Barcelona que sofre um acidente de carro e acorda com amnésia. Ocorre que no automóvel são encontrados o telefone celular e traços de sangue de sua sobrinha desaparecida.

Eleito desde o início como o principal suspeito por parte da polícia, Ministério Público e imprensa, a vida do advogado Juan Elias (Frances Garrido) entra no centro de um furacão que vai envolver todos a sua volta.

A esposa é uma magistrada acusada de usar métodos pouco republicanos para atingir seus objetivos. A atriz Blanca Portillo (trabalhou com Almodóvar em ABRAÇOS PARTIDOS e VOLVER) faz muito bem seu papel de mãe, esposa e juíza tentando manter as coisas como eram. Uma ex-amante do advogado e hoje integrante de um escritório rival (a jovem Aida Folch, de O ARTISTA E A MODELO) é contratada para Assistente da Acusação pelo pai da desaparecida(Nancho Novo), um rival político do acusado .

Como se isto não bastasse, ainda entram no jogo o sócio corrupto do advogado (Antonio Dechent), uma promotora ambiciosa e sexualmente predadora (Eva Santolaria) e a história da desaparecida sobrinha Ana, papel da jovem premiada atriz ascendente Susana Abaitua.

Há dois problemas claros em BLECAUTE : a excessiva duração (16 episódios de 90 minutos) e o número demasiado de temas que aborda (temos de corrupção judicial a incesto, de tráfico de drogas a disputa política universitária, de desfalque em empresas a homossexualismo, de eutanásia a fake news, de imprensa sensacionalista a vingança por amores não correspondidos). É muita coisa para um seriado só.

O resultado é obviamente uma colcha de retalhos que vai minando a credibilidade da história, principalmente quando o roteiro começa a ter dificuldades em amarrar todas as pontas da história de cada um dos mais de vinte personagens centrais.

O ponto de partida da história (o advogado realmente tem amnésia ou é um criminoso usando a técnica de defesa de dizer que não se lembra de nada como várias vezes aconselhou a clientes) é tão interessante que o espectador segue em frente para saber o final da história.

Se outros méritos não tivesse (e tem vários), BLECAUTE já teria este ponto positivo de ter encontrado uma história atraente e moderna. É para ver com o dedo no botão flash forward do controle remoto, pulando várias cenas repetitivas e monótonas.

I KNOW WHO YOU ARE (available on GLOBOPLAY) is a Spanish series (also known as SÉ QUIEN ERES) that tells the story of a notorious Barcelona criminal lawyer who suffers a car accident and wakes up with amnesia. It turns out that in the car are found the cell phone and traces of blood of his missing niece.

Elected as the prime suspect by the police, prosecutors and the press, the life of lawyer Juan Elias (Frances Garrido) enters the center of a hurricane that will surround everyone around him.

The wife is a magistrate accused of using unrepresentative methods to achieve her goals. Actress Blanca Portillo (worked with Almodóvar on BROKEN EMBRACES and VOLVER) does her role of mother, wife and judge very well trying to keep things as they were. A former lawyer’s mistress and now a member of a rival law firm (young Aida Folch of THE ARTIST AND MODEL) is hired as Assistant to the Prosecution by the father of the missing (Nancho Novo), a political rival of the accused.

As if that were not enough, the lawyer’s corrupt partner (Antonio Dechent), an ambitious and sexually predatory D.A. (Eva Santolaria) and the story of the missing niece Ana, role of the young award-winning upstart actress Susana Abaitua, are still in the game.

There are two clearly problematic issues in I KNOW WHO YOU ARE: the excessive duration (sixteen 90-minute episodes) and the too many issues it addresses (we have from judicial corruption to incest, from drug trafficking to university political dispute, from embezzlement to business to homosexuality, from euthanasia to fake news, from sensational press to revenge for unrequited love). It’s a lot for one show.

The result is obviously a patchwork that undermines the story’s credibility, especially as the script begins to have difficulty tying all the story ends of each of the more than twenty central characters.

The starting point of the story (the lawyer really has amnesia or is a criminal using the defensive technique of saying he doesn’t remember anything as he has repeatedly advised clients) is so interesting that the viewer goes on to know the end of the story.

If other merits had not (and it has several), I KNOW WHO YOU ARE would already have this positive point of having found an attractive and modern story. It’s to see with your finger on the flash forward button on the remote, skipping various repetitive and monotonous scenes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s