ERA UMA VEZ EM HOLLYWOOD: Hippies, Rock, Drogas e Cinema by Quentin Tarantino

Quentin Tarantino, mais do que um cineasta, mais do que uma persona do cinema atual, é um apaixonado por cinema que recheia suas obras de citações de filmes, principalmente dos gêneros que ele mais idolatra, o western, as séries de televisão dos anos sessenta, o filmes do “blacksploitation” e os filmes de guerra.

Em ERA UMA VEZ EM HOLLYWOOD, ele conta sua versão (livremente inspirada nos fatos realmente ocorridos) sobre o momento em que o lifestyle do cinema e de Los Angeles entra em conflito com a vida hippie, as drogas alucinógenas e muita loucura.

Leonardo di Caprio vive o ator Rick Dalton, consagrado intérprete de uma série de faroeste sobre um caçador de recompensas, chegando ao ocaso de sua carreira, lhe impondo aceitar a proposta de um empresário (Al Pacino) que lhe consegue filmes de spaghetti western na Itália.

O braço direito de Dalton é seu dublê favorito, Cliff Booth, interpretado magnificamente por Brad Pitt. A segunda linha da história traz o casamento da atriz Sharon Tate (Margot Robbie luminosa) com o cineasta Polonês Roman Polanski, que vinham de um sucesso espetacular com a comédia A DANÇA DOS VAMPIROS.

O filme é absolutamente fiel aos valores cinematográficos de Quentin Tarantino, lembrando em diversos momentos seus últimos sucessos, BASTARDOS INGLÓRIOS, DJANGO LIVRE e OS OITO ODIADOS. O filme é longo demais ( duas horas e quarenta minutos), tem um final extremamente sangrento e faz uma revisão histórica (lembram o assassinato de Hitler em BASTARDOS INGLÓRIOS) com os fatos relacionados ao assassinato de Sharon Tate pelo bando dos fanáticos de Charles Mason.

Tarantino é daqueles cineastas que as pessoas amam ou odeiam. Como sou grande fã de seus filmes e de sua visão de cinema (acho PULP FICTION Não somente um filmaços, como seu melhor trabalho), ERA UMA VEZ EM HOLLYWOOD caiu também no meu gosto. Para quem ama cinema, acho que é um filme repleto de emoções, lembranças (as séries COMBATE e MANNIX), frases brilhantes do roteiro, personagens inesquecíveis do cinema (um Steve McQueen excepcional vivido pelo ator Damian Lewis, o Brody de HOMELAND).

Aliás o elenco de ERA UMA VEZ EM HOLLYWOOD tem muitos outros atores ótimos, como Bruce Dean, Luke Perry, Dakota Fanning, Emile Hirsch, Timothy Olyphant e Lorenza Izzo.

O feito maior do filme novo de Tarantino é conseguir ser, ao mesmo tempo, engraçado, divertido, emocionante e dramático. Mais um feito do cineasta mais inconformado e provocador do nosso tempo.

Quentin Tarantino, more than a filmmaker, more than a current movie persona, is a film lover who fills his works with movie quotes, especially the genres he most idolizes, the western, the sixties television series. , the “blacksploitation” movies and the war movies.

In Once Upon a Time in Hollywood, he recounts his (loosely inspired by the actual facts) version of the moment when the lifestyle of film and Los Angeles clashes with hippie life, hallucinogenic drugs and a lot of craziness.

Leonardo di Caprio lives actor Rick Dalton, a well-known interpreter of a western series about a bounty hunter, reaching the end of his career, forcing him to accept the proposal of a businessman (Al Pacino) who gets him spaghetti western movies in Italy. .

Dalton’s right-hand man is his favorite stuntman Cliff Booth, played beautifully by Brad Pitt. The second line of the story brings the marriage of actress Sharon Tate (luminous Margot Robbie) with Polish filmmaker Roman Polanski, who came from a spectacular success with the comedy The Dance of the Vampires.

The film is absolutely true to Quentin Tarantino’s cinematic values, recalling at various times his latest hits, ENGLISH BASTARD, FREE DJANGO and THE EIGHT HATED. The movie is too long (two hours and forty minutes), has an extremely bloody ending, and makes a historical review (recalling Hitler’s murder in ENGLISH BASTARDS) with the facts related to the murder of Sharon Tate by the band of Charles Mason fanatics.

Tarantino is one of those filmmakers that people love or hate. As I am a big fan of his movies and his cinematic vision (I think PULP FICTION is not just a movie, but his best work), it was once in Hollywood as well. For movie lovers, I think it’s a movie full of emotions, memories (the COMBATE and MANNIX series), brilliant script lines, unforgettable movie characters (an exceptional Steve McQueen lived by actor Damian Lewis, HOMELAND’s Brody).

Incidentally the cast of Once Upon a Time in Hollywood has many other great actors, such as Bruce Dean, Luke Perry, Dakota Fanning, Emile Hirsch, Timothy Olyphant and Lorenza Izzo.

The greatest achievement of Tarantino’s new movie is that it can be both funny, fun, exciting and dramatic at the same time. Another feat of the most nonconformist and provocative filmmaker of our time.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s