FOR ALL MANKIND : Série da Apple TV+ Inova com Duas Ideias a História da Ida à Lua

Já há tantos filmes sobre a corrida espacial que uma nova série da Apple TV+ exatamente sobre o mesmo tema teria dificuldades em interessar o espectador. Foi aí que os criadores da série inovaram de modo muito inteligente.

O argumento da série mostra dois fatos totalmente ficcionais em meio aos fatos ocorridos durante o projeto Apollo na NASA. A União Soviética teria posto os Estados Unidos para trás na corrida espacial, primeiro levando o primeiro homem à Lua (antes de Neil Armstrong) e, depois, colocando a primeira mulher astronauta na Lua.

Estas duas derrotas teriam motivado o então presidente Nixon a, em meio a um inflamado discurso de que os EUA não poderiam ficar para trás, acelerar o Projeto apollo e, em um segundo momento, intervir diretamente no mesmo, forçando o recrutamento de uma astronauta mulher.

As situações ficcionais ensejam uma série de ideias e cenas deliciosas sobre a Guerra Fria e a batalha de egos entre Von Braun, a estrutura interna da NASA e o Congresso Americano, ferido pela derrota vergonhosa para a União Soviética.

FOR ALL MANKIND centra então seu foco (até aqui a Apple TV+ mostrou 4 dos 11 episódios) na batalha de 20 mulheres para ser a primeira astronauta feminina da NASA.

O elenco é ótimo: Joel Kinnaman (THE KILLING), Jodi Balfour, Michael Dorman, Sonya Walger, Chris Bauer, Sarah Jones e muitos outros (há personagens que não acaba mais) estão muito bem na recriação de astronautas e esposas.

FOR ALL MANKIND ainda tem muito chão a percorrer, mas neste início pelo menos, revela-se um entretenimento inteligente, criativo e digno de atenção.

There are already so many movies about the space race that a new Apple TV + series on exactly the same theme would have a hard time getting the viewer interested. That’s when the creators of the series FOR ALL MANKIND innovated so smartly.

The series argument shows two totally fictional facts amidst the facts that really occurred during the Apollo project at NASA. The Soviet Union would have put the United States behind in the space race, first taking the first man to the moon (before Neil Armstrong) and then placing the first female astronaut on the moon.

These two defeats would have motivated then President Nixon to, amid a fiery speech that the US could not be left behind, accelerate the Apollo Project and, in a second moment, intervene directly in it, forcing the recruitment of a woman astronaut.

Fictional situations give rise to a series of delicious insights and scenes about the Cold War and the egos battle between von Braun, NASA’s internal structure and the American Congress, wounded by the shameful defeat for the Soviet Union.

FOR ALL MANKIND then focuses its focus (so far Apple TV + has shown 4 of 11 episodes) on the battle of 20 women to be NASA’s first female astronaut.

The cast is great: Joel Kinnaman (THE KILLING), Jodi Balfour, Michael Dorman, Sonya Walger, Chris Bauer, Sarah Jones and many others (there are never ending characters) are doing well in recreating astronauts and wives.

FOR ALL MANKIND still has a long way to go, but at the beginning at least, it proves to be smart, creative and thoughtful entertainment.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s