TAXI DRIVER: O Antepassado do Coringa é uma Obra Prima do Jovem (e já brilhante) Martin Scorsese

No filme CORINGA, de Todd Phillips há várias “citações” a um filme clássico dos anos 70, o notável TAXI DRIVER, de Martin Scorsese. Fui rever o filme depois de muitos anos. É incrível como TAXI DRIVER mantém sua energia, violência, contundência e raiva absolutamente intactos, depois de 42 anos depois de ter sido feito.

O então jovem cineasta Martin Scorsese fez uma obra sobre a solidão de um motorista de táxi de Nova Iorque, cuja sanidade vai esvanecendo aos poucos na medida em que ele convive com situações de extrema violência e tipos vitimizados pela pobreza e abandono da grande metrópole, em confronto com os políticos que parecem viver em outra realidade.

Esta dualidade é facilmente constatável pela convivência do protagonista Travis Brickle (Robert de Niro jovem em criação antológica) com suas duas paixões: a ascética e sempre impecável Betsy, a assessora do candidato, feita pela excelente Cybill Shepherd (A GATA E O RATO) e a menina prostituta Iris (trabalho de início de carreira da extraordinária Jodie Forster, já mostrando um talento único que depois eclodiria na grande atriz e diretora).

Certamente a tarefa de Scorsese foi muito facilitada por um elenco espetacular: além de De Niro, Shepherd e Foster, o filme traz Harvey Keitel (maravilhoso como o cafetão Sport), Peter Boyle, Albert Brooks, Peter Savage, Diahnne Abott, Leonard Harris, Joe Spinelli, Michael Phillips e o próprio Scorsese, numa aparição a la Hitchcock, também um item memorável do filme.

A parte formal do filme igualmente perfeita e inesquecível: a música de Bernard Herrman absolutamente espetacular, a fotografia de Micahel Chapman, captando os contrastes de Nova Iorque talvez como nunca foi feito, o roteiro inspirado e arrasador de Paul Schraeder e a montagem nervosa e inquieta de Tom Rolfe e Alan Shapiro.

TAXI DRIVER ganhou a PALMA DE OURO do festival de Cannes, foi indicado a quatro Oscars, um Globo de Ouro e venceu 3 BAFTAs. Tem 21 prêmios internacionais e outras 19 indicações. Trata-se de uma obra-prima. Merece todos os elogios e menções que críticos e outros cineastas lhe façam.

In Todd Phillips‘ film JOKER there are several “quotes” to a classic 1970s movie, Martin Scorsese‘s notable TAXI DRIVER. I went to review the movie after many years. It’s amazing how TAXI DRIVER keeps intact its energy, violence, bluntness and anger after 42 years of being done.

Then-young filmmaker Martin Scorsese did a brilliant work that focuses on the loneliness of a New York cab driver whose sanity is gradually fading as he lives with situations of extreme violence and types victimized by the poverty and abandonment of the great. metropolis, in comparison with politicians who seem to live in another reality.

This duality is easily apparent from the coexistence of protagonist Travis Brickle (Robert de Niro young in anthological creation) with his two passions: the ascetic and always impeccable Betsy, the candidate’s advisor, made by the excellent Cybill Shepherd (MOONLIGHT) and the prostitute girl Iris (early career work by the extraordinary Jodie Forster, already showing a unique talent that would later emerge from the great actress and director).


Certainly Scorsese’s task has been greatly facilitated by a spectacular cast: in addition to De Niro, Shepherd and Foster, the film features Harvey Keitel (wonderful as the pimp Sport), Peter Boyle, Albert Brooks, Peter Savage, Diahnne Abott, Leonard Harris, Joe Spinelli, Michael Phillips and Scorsese himself, in a Hitchcock cameo appearance, also a memorable item in the movie.

The equally perfect and unforgettable formal part of the film is another outstanding feature: the absolutely spectacular Bernard Herrman‘s music, Michael Chapman‘s photography, capturing New York’s contrasts perhaps as never before, Paul Schraeder‘s inspirational and devastating script and editing nervous and restless tone of Tom Rolfe and Alan Shapiro.

TAXI DRIVER won the Palm D’Or from the Cannes Film Festival, was nominated for four Oscars, one Golden Globe and won 3 BAFTAs. It has 21 international awards and 19 other nominations. It is a masterpiece. It deserves all the compliments and mentions that critics and other filmmakers make about it.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s