MINHA OBRA PRIMA: Mais um Excelente Filme Argentino Faz Rir e Pensar

MINHA OBRA PRIMA, de Gastón Duprat é mais um filme argentino que consegue, ao mesmo tempo, divertir e entreter muito o espectador enquanto lhe mostra realidades da vida atual que merecem uma profunda reflexão. Está disponível no GLOBOPLAY.

A equipe é a mesma de O CIDADÃO ILUSTRE, do mesmo Duprat, que fez muito sucesso em 2018. Aqui ele enfoca uma amizade de mais de quarenta anos entre dois homens: um é um empresário de arte, dono de uma importante galeria em Buenos Aires e um pintor veterano, inconformado (como todo artista) com o sistema, o governo, a burguesia, a sociedade em geral, o instagram e todo o demais.

No melhor estilo das comédias dramáticas que fizeram a glória do cinema italiano, MINHA OBRA PRIMA dá sequência a ótimos filmes argentinos como UM CONTO CHINÊS e A ODISSÉIA DOS TONTOS, em que além do humor escrachado (há excelentes piadas, cenas cômicas maravilhosas e diálogos brilhantes) o filme propõe uma reflexão sobre valores da sociedade atual.

Luis Brandoni (A ODISSEIA DOS TONTOS) é perfeito como o pintor Renzo Nervi; o excelente Guillermo Francella (O SEGREDO DOS SEUS OLHOS) está impecável como o “marchand” aproveitador Arturo Silva. Destaque ainda para Raúl Arévalo (do ótimo thriller espanhol MARSHLAND – PECADOS ANTIGOS, LONGA SOMBRAS) e Andrea Frigerio (excepcional como a rica marchand Dudu).

Como cereja do bolo, MINHA OBRA PRIMA traz lindas imagens de Buenos Aires e, mais tarde no desenrolar do filme do interior do país portenho. Cenas belíssimas que complementam um filme encantador. Mais um filme argentino de alto nível.

Gaston Duprat’s MI OBRA MAESTRA (MY MASTERPIECE) is another Argentine film that can, at the same time, entertain the viewer while showing him realities of the current life that deserve a deep reflection.

The team is the same as Duprat’s EL CIUDADANO ILUSTRE), which was very successful in 2018. Here he focuses on a friendship of over forty years between two men: one is an art entrepreneur, owner of an important art gallery in Buenos Aires and a veteran painter, unhappy (like every artist) with the system, the government, the bourgeoisie, society at large, the instagram and everything else.

In the best style of the dramatic comedies that made the glory of Italian cinema, the film is a follower of other great Argentine films such as A CHINESE TALE, where in addition to the humorous jokes (there are excellent jokes, wonderful comic scenes) and brilliant dialogues, the film proposes a reflection on values ​​of today’s society.


Luis Brandoni is perfect as the painter Renzo Nervi; the excellent Guillermo Francella is impeccable as the “marchand” profiteer Arturo Silva. Another highlight is Raúl Arévalo (from the great Spanish thriller MARSHLAND) and Andrea Frigerio (exceptional as the rich marchand Dudu).

As a bonus the movie brings beautiful images of Buenos Aires and later in the course of the film from the interior of the country. Beautiful scenes that complement a charming movie. Another high-end Argentine movie.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s