OS 12 DE SCHOUWENDAM: Thriller Holandês da Acorn TV é Bem Feito e Prende o Espectador

A ENDEMOL lança na ACORN TV (disponível para quem tem o app na Amazon Prime Video) a série holandesa THE SCHOUWENDAM 12, um história policial sobre o desaparecimento de dois adolescentes da pacata cidade de Schouwendam. Olaf e Alice são buscados incessantemente e sem resultado pela polícia, familiares e amigos.

Vinte e cinco anos depois, um homem aparece na cidade dizendo ser Olaf. Ele teve perda de memória e foi encontrado no interior da Polônia sem saber o que aconteceu e como chegou lá. Sua volta desperta outra vez os motivos do desaparecimento, onde estaria Alice, segredos e traições dos até então pacatos cidadãos de Schouwendam e o interesse da Polícia Nacional.

Ele é mesmo Olaf? O que houve com Alice? Quem está por trás do desaparecimento? Por que ele voltou agora 25 anos depois? Ele está dizendo a verdade e não lembra mesmo o que houve?

É muito interessante ver uma narrativa policial sob a ótica de roteiristas e cineasta holandeses. Claro que há muita influência dos clássicos do gênero (especialmente franceses e ingleses) e uma certa aproximação com a atual moda dos filmes nordic noir. Mas há acréscimos notáveis.

Gisj Naber (visto em A ESPIÃ – BLACK BOOK, de Paul Verhoeven) é o protagonista como o John Doe que se diz Olaf. A linda Eva Laurenssen faz Tessa de Haan, uma jovem que era bebê na época do desaparecimento de Olaf e Alice e, portanto tem menos amarras em receber o estranho recém chegado.

Tráfico de drogas, seduções, vinganças, infidelidades, assassinatos, tudo vem à tona pela chegada do possível Olaf e a investigação policial que se segue. E os cadáveres começam a aparecer a granel.

THE SCHOWENDAUM 12 é um programa interessante de se ver. É um thriller com certo grau de originalidade, bastante criatividade, bem produzido e com um roteiro que tem facilidade em prender a atenção do espectador.

ENDEMOL releases on ACORN TV (available for those who have the app on Amazon Prime Video) the Dutch series THE SCHOUWENDAM 12, a thriller story about the disappearance of two teenagers from the peaceful city of Schouwendam. Olaf and Alice are searched endlessly and with no results by the police, family and friends.

Twenty five years later, a man appears in the city claiming to be Olaf. He had a memory loss and was found in the interior of Poland without knowing what happened and how he got there. His return awakens again the reasons for the disappearance, where Alice would be, secrets and betrayals of the hitherto peaceful citizens of Schouwendam and the interest of the National Police.

Is he really Olaf? What happened to Alice? Who is behind the disappearance? Why did he come back now 25 years later? Is he telling the truth and doesn’t really remember what happened?

It is very interesting to see a police narrative from the perspective of Dutch screenwriters and filmmakers. Of course, there is a lot of influence from the classics of the genre (especially French and English) and a certain approximation with the current fashion of Nordic Noir films. But there are notable additions.

Gisj Naber (seen in BLACK BOOK, by Paul Verhoeven) is the protagonist like John Doe who calls himself Olaf. The beautiful Eva Laurenssen plays Tessa de Haan, a young girl who was a baby at the time of Olaf and Alice’s disappearance and therefore has less strings attached to receiving the newcomer stranger.

Drug trafficking, seduction, revenge, infidelity, murder, everything comes to the fore with the arrival of the possible Olaf and the police investigation that follows. And the corpses start to appear in bulk.

THE SCHOWENDAUM 12 is an interesting program to watch. It is a thriller with a certain degree of originality, a lot of creativity, well produced and with a script that is easy to hold the viewer’s attention.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.