A FESTA: Comédia Dramática Inglesa Reúne um Time Incrível de Atrizes e Atores

A FESTA (THE PARTY) é uma comédia dramática inglesa, de 2017, dirigida pela cineasta Sally Potter (diretora do criativo ORLANDO, A MULHER IMORTAL, com Tilda Swinton) narrando a história de um jantar de amigos em comemoração ao fato de uma delas ter galgado o posto de Shadow Secretary of State for Health and social Care do Governo Britânico, um escritório encarregado de fiscalizar as políticas de saúde do primeiro Ministro. O filme está na Amazon Prime Video, HULU e EPIX..

A homenageada – e anfitriã do jantar – é Janet, uma política de oposição vivida magnificamente por Dame Kristin Scott Thomas, cada vez melhor. Ela convidou para jantar em sua casa, com seu sisudo marido Bill (Timothy Spall, excelente) três casais de amigos: April e Gottfried (Patricia Clarkson e Bruno Ganz), Tom e Margareth (Cillian Murphy e alguém que nunca é mostrado) e Martha e Jinny (as excepcionais Cherry Jones e Emily Mortimer).

O marido de Janet, Bill, logo de cara anuncia que recém recebeu o diagnóstico de que está com um câncer terminal, acabando com o jantar antes dele começar. Janet não pára de receber ligações telefônicas de um misterioso namorado, o que, com a notícia dada por Bill se infunde grande culpa.

Tom passa a noite se drogando e tomando coragem para confrontar Bill, depois de ter descoberto que ele está tendo um caso com Margareth, sua esposa atrasada para o jantar.

Martha e Jinny não conseguem dividir com os amigos o fato de que Jinny está grávida de trigêmeos, notícia que recebeu antes de vir para o jantar.

O que era para ser uma alegre comemoração entre amigos, vira um circo dos horrores, regado ao melhor humor inglês, onde coisas terríveis são feitas e ditas, sem perder a fleugma.

A cineasta Sally Potter logra fazer um filme delicioso, como deveria ser a comida esmeradamente preparada e que queima integralmente com toda a confusão.

A FESTA é um primor de ironia e sarcasmo, seja sobre política, sobre infidelidades, sobre amizades, sobre inseguranças e outras modernidades. É um filme que merece muito ser visto, não fosse por outra coisa, pelo seu elenco espetacular. Mas tem muito mais que apenas isto.

THE PARTY is a 2017 English dramatic comedy directed by filmmaker Sally Potter (creative director of ORLANDO, with Tilda Swinton) narrating the story of a friends dinner in celebration of the fact that one of them has been chosen The British Government’s Shadow Secretary of State for Health and Social Care, an office charged with overseeing the Prime Minister’s health policies. The film is on Amazon Prime Video, HULU and EPIX.

The honoree – and host of the dinner – is Janet, an opposition politician lived magnificently by Dame Kristin Scott Thomas, getting better and better each work. She invited to dinner at her house, with her stern husband Bill (Timothy Spall, excellent) three couples of friends: April and Gottfried (Patricia Clarkson and Bruno Ganz), Tom and Margareth (Cillian Murphy and someone who is never shown) and Martha and Jinny (the exceptional Cherry Jones and Emily Mortimer).

Janet’s husband, Bill, immediately announces that he has just been diagnosed with terminal cancer, ending dinner before he starts. Janet keeps receiving phone calls from a mysterious boyfriend, which, with the news given by Bill, infuses her a great guilt.

Tom spends the night on drugs and taking courage to confront Bill, after discovering that he is having an affair with Margareth, his wife late for dinner.

Martha and Jinny are unable to share with friends the fact that Jinny is pregnant with triplets, news she received before coming to dinner.

What was supposed to be a joyful celebration among friends, had become a circus of horrors, showered with the best English humor, where terrible things are done and said, without losing the phlegm.

Filmmaker Sally Potter succeeds in making a delicious film, as the food should be carefully prepared and which burns entirely with all the confusion.

THE PARTY is a masterpiece of irony and sarcasm, about politics, about infidelities, about friendships, about insecurities and other modernities. It is a film that deserves to be seen, if not for something else, for its spectacular cast. But there’s much more than just that.


Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.