O QUARTETO: “Na Ópera, Quando Alguém é Esfaqueado nas Costas, em vez de Sangrar, Ele Canta”. Definitivo.

Dustin Hoffman atuou até hoje em 86 filmes como ator. Tem dois Oscars (KRAEMER VS. KRAEMER e RAIN MAN). Poderia ter outra meia dúzia pela excelência de suas atuações em filmes como PERDIDOS NA NOITE, TOOTSIE, SLEEPERS, A PRIMEIRA NOITE DE UM HOMEM, MARATONA DA MORTE e tantos outros.

Sua estreia na direção (embora conste que ele tenha dirigdo cenas de LIBERDADE CONDICIONAL, de Ulu Grosbard), foi em um drama de 2012, intitulado O QUARTETO. Em uma casa de idosos especializada em músicos, a chegada de uma velha dama da ópera deflagra conflitos com suas rivais, amigas e ex-marido. O filme está disponível para aluguel na Amazon Prime Video e na Apple TV+.

A diva Jean Horton (Dame Maggie Smith sempre espetacular) teve um tumultuado por várias infidelidades com o eternamente apaixonado Reggie Paget (um envelhecido Tom Courtenay de antológica interpretação em O FIEL CAMAREIRO). O reencontro dos dois é hilário, emotivo, carinhoso, raivoso e apaixonado. Lindo de se ver.

A nova hóspede dá a ideia da recriação de seu famoso quarteto que marcou época na interpretação de área de IL RIGOLETTO, de Giuseppe Verdi, numa noite de gala feita anualmente no aniversário do compositor para arrecadar fundos para a casa de idosos.

No delicioso elenco do filme, estão ainda Michael Gambon, Billy Connoly, Pauline Collins e Sheridan Smith. É particularmente tocante, nos créditos finais, a exibição de fotos de excelentes cantores e músicos ingleses hoje retirados em casas de idosos.

Dustin Hoffman teve êxito em sua estreia atrás das câmeras. Apesar das críticas que o acusaram de meloso e fraco na direção de atores, na minha opinião o filme é terno e sensível. E, para somar, em muitas cenas, hilário, com uma comicidade sutil e rara.

O personagem de Tom Courtenay, ao ensinar o que é uma ópera para uma plateia de jovens, diz que “na ópra, quando alguém é esfaqueado nas costas, em vez de sangrar, ele canta.” Maravilhosa definição.

Uma ode de amor à música e à vida (especialmente na velhice), O QUARTETO é um ótimo filme. Com atores maravilhosos vivendo e interpretando grandes personagens.

Dustin Hoffman has acted to date in 86 films as an actor. There are two Oscars (KRAEMER VS. KRAEMER and RAIN MAN). He could have another half dozen for the excellence of his performances in films such as MIDNIGHT COWBOY, TOOTSIE, SLEEPERS, THE GRADUATE, MARATHON MAN and so many others.

His directorial debut (although it appears that he directed scenes of STRAIGHT TIME, by Ulu Grosbard), was in a 2012 drama, entitled THE QUARTET. In an old people’s home specializing in musicians, the arrival of an old opera lady sparks conflict with her rivals, friends and ex-husband.

The diva Jean Horton (Dame Maggie Smith always spectacular) had a tumultuous due to several infidelities with the eternally passionate Reggie Paget (an aged Tom Courtenay of anthological interpretation in THE DRESSER). Their reunion is hilarious, emotional, affectionate, angry and passionate. Beautiful to see.

The new guest gives the idea of ​​recreating her famous quartet that marked an era in the area interpretation of IL RIGOLETTO, by Giuseppe Verdi, on a gala night held annually on the composer’s birthday to raise funds for the retirement home.

Michael Gambon, Billy Connoly, Pauline Collins and Sheridan Smith also feature in the film’s delightful cast. Particularly touching, in the closing credits, is the display of photos of excellent English singers and musicians now retired in homes for the elderly.

Dustin Hoffman was successful in his debut behind the camera. Despite the criticisms that accused him of being soft and weak in the direction of actors, in my opinion the film is tender and sensitive. And to add, in many scenes, hilarious, with a subtle and rare comedy.

Tom Courtenay’s character, when teaching what an opera is to an audience of young people, says that “on the Opera, when someone is stabbed in the back, instead of bleeding, he sings.” Wonderful setting.

An ode to love music and life (especially in old age), THE QUARTET is a great film. With wonderful actors living and playing great characters.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.