COVIL DE LADRÕES: Thriller Policial Com Mais Músculos (e Tiros) que Ideias

Há uma brincadeira sexista entre os fãs do cinema em dividir os filmes entre produções para mulheres (seriam as comédias românticas) e os filmes masculinos (tiroteios, perseguições e muitos socos). Os astros dos filmes ditos masculinos são Arnold Schwarzenegger, Sylvester Stallone e afins. Claro que isto é uma bobagem colossal, ainda mais em tempos de empoderamento feminino.

COVIL DE LADRÕES é um destes chamados filmes para homens. Tem tiroteios sem fim, dúzias de homens (policiais e ladrões musculosos e violentos), diálogos raros e recheados de frases machistas e um protagonista que mais parece um homem das cavernas, um policial que trata sua mulher (e filhas) como se fossem suspeitos de crime. O diretor Christian Gudegast até colocou uma cena em que que o personagem principal chora sozinho ao se despedir da filha. Ficou completamente artificial e deslocada no filme.

Um grupo especial da Polícia de Los Angeles – composto de meia dúzia de trogloditas atiradores de escol – persegue e vigia um grupo de ladrões de banco que está para fazer um assalto espetacular à filial do Banco Central Americano em Los Angeles.

Gerard Butler (cada vez mais estereotipado como mocinho “machão”) faz o policial “Big” Nick O’Brien, o líder dos policiais. Pablo Schreiber (meio irmão de Liv Schreiber), que tinha ido muito bem no ótimo DEFENDING JACOB da Apple TV+, faz o líder dos bandidos Ray Merrimen. O’Shea Jackson Jr. e o Rapper 50 Cent também marcam presença. Como os personagens femininos são menos que coadjuvantes no filme, Dawn Olivieri e Meadow Williams se limitam a recitar uma ou duas frases sem muita importância para a história.

O filme é um primo menos ilustre do excelente FOGO CONTRA FOGO, de Michael Mann. O duelo entre os personagens de Al Pacino e Robert de Niro no filmaço de Mann é recriado (com muito menos categoria e sutileza) por Gudegast.

É inegável a qualidade da produção que impressiona pelas cenas de tiroteios nas ruas de Los Angeles. O sucesso foi tamanho que já está em produção um COVIL DE LADRÕES II. Algo quase inevitável.

There is a sexist joke among movie fans about dividing films between productions for women (romantic comedies) and male films (shootings, chases and many punches). The stars of the so-called male films are those of Arnold Schwarzenegger, Sylvester Stallone and the like. Of course, this is colossal nonsense, especially in times of female empowerment.

DEN OF THIEVES is one of these so-called films for men. There are endless shootings, dozens of men (muscular and violent policemen and thieves), rare dialogues filled with macho phrases and a protagonist who looks more like a caveman, a policeman who treats his wife (and daughters) as if they are suspected of crime. Director Christian Gudegast even put a scene in which the main character cries alone when saying goodbye to his daughter. It was completely artificial and out of place in the film.

A special group of the Los Angeles Police – made up of half a dozen top sniper troglodytes – chases and watches over a group of bank robbers who are about to make a spectacular assault on the Central Bank branch in Los Angeles.

Gerard Butler (increasingly stereotyped as a “macho” good guy) plays “Big” Nick O’Brien, the leader of the police. Pablo Schreiber (Liv Schreiber‘s half brother), who had done very well on Apple TV + ‘s great DEFENDING JACOB, plays band leader Ray Merrimen. O’Shea Jackson Jr. and Rapper 50 Cent are also present. As the female characters are less than supporting in the film, Dawn Olivieri and Meadow Williams limit themselves to reciting a sentence or two without much importance for the story.

The film is a less illustrious cousin to Michael Mann‘s excellent HEAT. The duel between the characters of Al Pacino and Robert de Niro in Mann’s great film is recreated (with much less category and subtlety) by Gudegast.

It is undeniable the quality of the production that impresses with the scenes of shootings in the streets of Los Angeles. The success was such that a DEN OF THIEVES II is already in production. Something almost inevitable.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.