DIANE KRUGER: A Atriz Alemã que Passeia Pelo Cinema Internacional

Diane Kruger, atriz alemã, faz 44 anos hoje. Não é à toa que já filmou com Quentin Tarantino (BASTARDOS INGLÓRIOS), Robert Zemeckis (BEM-VINDOS À MARWEN), Benoit Jacquot (ADEUS, MINHA RAINHA), Jaume Collet-Serra (DESCONHECIDO), Denys Arcand (A ERA DA INOCÊNCIA), Billie August (GOODBYE BAFANA) e Agnieszka Holland (O SEGREDO DE BEETHOVEN).

Seu trabalho mais reconhecido e premiado até agora é como a personagem Katia Sekerci, no filme EM PEDAÇOS, uma mulher destroçada pela perda do marido e do filho em um atentado à bomba, que resolve partir para a vingança. O filme de do cineasta alemão Fatih Akin tem um dos finais mais surpreendentes do cinema recente.

Uma das notas da carreira de Diane Kruger é que ela mescla filmes autorais com blockbusters declarados, como os da franquia A LENDA DO TESOURO PERDIDO, da Disney ou TRÓIA, de Wolfgang Petersen.

Na versão americana da série A PONTE, ela é de longe o melhor elemento de uma refilmagem desnecessária. Sua policial com Síndrome de Asperge é incrível. Como a incrível e fascinante Bridget von Hammersmark de BASTARDOS INGLÓRIOS, outro excelente trabalho onde seus olhos faiscaram e nos fascinaram.

Diane Kruger, German actress, is 44 today. She has already filmed with Quentin Tarantino (INGLORIOUS BASTERDS), Robert Zemeckis (WELCOME TO MARWEN), Benoit Jacquot (LE ADIEU À LA REIGNE), Jaume Collet-Serra (UNKNOWN), Denys Arcand (L’AGÊ DES TÉNÈBRES), Billie August (GOODBYE BAFANA) and Agnieszka Holland (COPYING BEETHOVEN).

Her most recognized and awarded work so far is like the character Katia Sekerci, in the movie IN THE FADE (AUS DEM NICHTS), a woman torn apart by the loss of her husband and son in a bomb attack, who decides to go for revenge. German filmmaker Fatih Akin‘s film has one of the most surprising endings of recent cinema.

One of the notes of Diane Kruger‘s career is that she mixes copyrighted films with declared blockbusters, such as those in Disney’s NATIONAL TREASURE franchise or TROY, by Wolfgang Petersen..

In the American version of the series THE BRIDGE, it is by far the best element of an unnecessary remake. Her cop with Asperge’s Syndrome is incredible. Like the notable and fascinating Bridget von Hammersmark of INGLORIOUS BASTERDS, another excellent work where her eyes sparkled and fascinated us.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.