O MELHOR JOGO DA HISTÓRIA: O Golfe Como Metáfora da Vida

Assisti ontem o filme da Disney O MELHOR JOGO DA HISTÓRIA, de Bill Paxton (o ator de TITANIC, precocemente falecido há três anos atrás), recriando a histórica vitória do golfista amador americano Francis Quimet no U.S.OPEN de 1913. É mais um ótimo filme sobre esporte que segue à risca a cartilha dos melhores do gênero.

A utilização do esporte como metáfora da superação das vicissitudes e problemas da vida é antiga e já gerou excelentes filmes. CINDERELLA MAN, CARRUAGENS DE FOGO, ROCKY UM LUTADOR, COACH CARTER, HOOSIERS, O NOME DO JOGO, e mais uma lista interminável.

O golf – apaixonante para seus aficcionados – igualmente gerou grandes filmes. Particularmente, acho o melhor THE LEGEND OF BAGGER VANCE. Acho que o diretor Robert Redford soube executar com perfeição a passagem entre os fatos da história e as metáforas sobre a vida, criando um tom mesclado de realidade, nostalgia e misticismo.

O MELHOR JOGO DA HISTÓRIA segue os passos de CINDERELLA MAN, o notável filme de Ron Howard sobre o boxeador James Braddock, campeão na época da Grande Depressão. Aqui, o jovem caddy Francis Quimet, cuja família pobre vivia na margem do campo de golfe em Massachussets onde seria jogado o U.S.Open, consegue, contra todos os prognósticos (e inclusive contra a vontade de seu pai temeroso de uma decepção do filho) uma vaga de amador no torneio major.

Shia La Boeuf (um ator com altos e baixos) faz um belo trabalho como Quimet. Stephen Dillane faz o campeão Harry Vardon, Amanda Tilson é a musa Sarah Wellis e o menino Josh Flitter ameaça roubar todas as cenas em que atua. Finalmente o ator canadense Elias Koteas está maravilhoso como o pai amargurado e descrente das possibilidades do filho.

Outro destaque do filme é a tecnologia impressionante das filmagens: há cenas com drones seguindo a bola, efeitos especiais impressionantes, cenas de tirar o fôlego quando os jogos vão para os momentos decisivos.

Um filme típico da DISNEY (edificante e esperançoso na humanidade e no sistema americano de proporcionar chance a todos na vida) para o bem e para o mal O MELHOR JOGO DA HISTÓRIA é um programa interessante e cheio de méritos.

I watched the Disney movie THE GREATEST GAME EVER PLAYED yesterday, by Bill Paxton (the TITANIC actor, who died early three years ago), recreating the historic victory of American amateur golfer Francis Quimet at USOPEN 1913. It’s another great movie about sport that strictly follows the booklet of the best of its kind.

The use of sport as a metaphor for overcoming the vicissitudes and problems of life is old and has already generated excellent films. CINDERELLA MAN, CHARRIOTS OF FIRE, ROCKY, COACH CARTER, HOOSIERS, MONEYBALL, and another endless list.

Golf – passionate for its fans – has also spawned great films. In particular, I find the best THE LEGEND OF BAGGER VANCE. I think that director Robert Redford knew how to perfectly execute the transition between the facts of history and the metaphors about life, creating a mixed tone of reality, nostalgia and mysticism.

THE GREATEST GAME EVER PLAYED follows in the footsteps of CINDERELLA MAN, Ron Howard‘s remarkable film about boxer James Braddock, champion at the time of the Great Depression. Here, young caddy Francis Quimet, whose poor family lived on the edge of the golf course in Massachusetts, where the USOpen would be played, manages, against all odds (and even against his father’s fear of a son’s disappointment) a amateur spot in the major tournament.

Shia La Boeuf (an actor with ups and downs) does a beautiful job like Quimet. Stephen Dillane plays the champion Harry Vardon, Amanda Tilson is the muse Sarah Wellis and the boy Josh Flitter threatens to steal all the scenes in which he acts. Finally, Canadian actor Elias Koteas looks wonderful as the bitter and disbelieving father of his son’s possibilities.

Another highlight of the film is the impressive technology of the filming: there are scenes with drones following the ball, impressive special effects, breathtaking scenes when the games go to the decisive moments.

A typical DISNEY film (uplifting and hopeful for humanity and the American system of providing a chance for everyone in life) for good and for bad THE GREATEST GAME EVER PLAYED is an interesting program full of merits.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.