CLICHÊ 2: O RETORNO

ISAAC MENDA SEGUE SUA PESQUISA SOBRE CLICHÊS NOS FILMES.CLICHÊ 2 – O RETORNO

Numa outra oportunidade escrevi alguns clichês frequentes nos filmes. Hoje segue mais uma lista.

Alguém bate na porta. A pessoa verifica pelo olho mágico quem é. Faz uma cara feia, vira de costas para a porta, pensa por um segundo e depois abre.

Toca o celular. A pessoa olha o visor, faz cara feia, pensa um segundo e depois atende ou recusa a ligação.

Um pai ausente (quase sempre separado) compra uma boneca para o aniversário da filha. Ele não chega a tempo na festa, pois ocorrem diversas situações desagradáveis.

Um casal se despede na porta e ela convida para tomar a última. Próxima cena é os dois entrando no apartamento já agarrados, ele encosta ela na parede e ela tira a camisa dele.

Quase sempre tem um policial que teve um pai que também foi policial. Esse pai ou foi um herói ou foi um traidor.

Em todo filme de suspense quando alguém toma banho o banheiro fica todo enfumaçado.

Casal discute numa festa ou restaurante. Próxima cena os dois entrando em casa e começam as cobranças. Durante todo o trajeto para casa não conversaram?

Marido volta tarde para casa e se deita em silêncio para não acordar a esposa. A câmera se move lentamente até os olhos dela que estão abertos.

Todo agente da CIA que precisa fugir tem um esconderijo em casa com dólares, euros e outras moedas e passaportes de diversos países.

Filme policial. Alguém bate na porta de um quarto de hotel e diz que é serviço de quarto. A cena termina em tiroteio.

Uma pessoa que tem dívida é levada até o agiota que está sentado nos fundos de um restaurante comendo uma lauta refeição. É dado o prazo de 24 horas para o devedor pagar.

Filme no Vaticano sempre tem um cardeal corrupto.

Duas moças viajando sozinhas. Uma delas sempre desaparece.

Uma mulher dirigindo numa estrada e cantando junto com a música do rádio. É certo que ela vai atropelar alguém ou um animal.

Toda adolescente que vai sair com um rapaz, a mãe manda voltar às 23h e ela pede para ser às 24h.

Alguém recebe um pequeno papel com endereço. Ele vai até a rua indicada olhando de porta em porta pelo número e sempre com o papel na mão. Chega no local indicado, a cena mostra o número do prédio e corta para o papel. É difícil decorar o número?

Toda mulher que faz sexo apenas uma vez é certo que fica grávida.

Festa numa casa. Uma pessoa procura o banheiro e vai abrindo portas. Uma delas é um quarto que sempre tem um casal na cama.

Acampamento com jovens. Alguém vai desaparecer ou morrer violentamente.

Dois policiais dentro de um carro vigiando a casa de um suspeito. Um fuma e o outro reclama. Ou um come um hambúrguer e outro reclama do cheiro.

Um policial entra na casa de um suspeito ou de um assassinado e fica examinando a sala. Olha diversas fotos nas molduras e sempre alguma estampa pessoas fardadas que tiveram no Iraque ou Afeganistão.

Ao examinar um livro o detetive sempre deixa cair uma folha solta. Ali está a prova do crime.

Policial vai examinar uma casa. Entra, olha a sala, vai nos quartos e chega no banheiro. Vê a cortina da banheira fechada. Caminha devagar com a câmera o acompanhando. Põe a mão na cortina e abre rapidamente. Não tem nada na banheira e, de repente, alguém o ataca por trás.

Casal vai passar o fim de semana numa casa isolada no mato. De noite ela diz que está frio e ele fala que vai buscar lenha fora de casa. É certo que algo sinistro vai acontecer.

Agora o clichê mais utilizado no cinema. Uma pessoa (quase sempre sentada) se rebela contra as ordens ou proibições. Ela levanta em sinal de protesto. Aos poucos os demais o acompanham. Uma trilha musical emocionante emoldura a cena.

ISAAC MENDA CONTINUES HIS RESEARCH ON CLICHES IN MOVIES.


On another occasion I wrote some frequent clichés in the films. Today follows another list.

There is a knock on the door. The person checks by the peephole who he is. He frowns, turns his back to the door, thinks for a second and then opens it.


The cell phone rings. The person looks at the display, frowns, thinks for a second and then answers or refuses the call.


An absent father (often separated) buys a doll for his daughter’s birthday. He doesn’t arrive at the party in time, as there are several unpleasant situations.


A couple says goodbye at the door and she invites to take the last one. Next scene is the two entering the apartment already clinging, he leans against the wall and she takes off his shirt.


There is almost always a policeman who had a father who was also a policeman. That father was either a hero or a traitor.


In every suspense movie when someone takes a shower, the bathroom is smoky.

Couple argue at a party or restaurant. Next scene, the two enter the house and start the argument. Didn’t they talk all the way home?


Husband comes home late and lies down in silence so as not to wake his wife. The camera moves slowly to her open eyes.


Every CIA agent who needs to escape has a hiding place at home with dollars, euros and other currencies and passports from different countries.


Thriller film.. Someone knocks on a hotel room door and says it’s room service. The scene ends in shooting.


A person in debt is taken to the loan shark who is sitting in the back of a restaurant eating a large meal. The debtor is given 24 hours to pay.


Film in the Vatican always has a corrupt cardinal.


Two girls traveling alone. One of them always disappears.

A woman driving on a road and singing along with the music on the radio. It is certain that she will run over someone or an animal.


Every teenager who goes out with a boy, the mother sends her back at 11pm and she asks to be back at 12pm.


Someone receives a small paper with an address. He goes to the indicated street looking from door to door by the number and always with the paper in his hand. Arrives at the indicated location, the scene shows the building number and cuts it to paper. Is it difficult to memorize the number?


Every woman who has sex only once is certain to become pregnant.

Party in a house. A person looks for the bathroom and opens doors. One is a room that always has a couple in bed.


Camp with young people. Someone will disappear or die violently.


Two policemen in a car watching a suspect’s home. One smokes and the other complains. Or one eats a hamburger and another complains about the smell.


A police officer enters the house of a suspect or a murdered man and looks over the room. Look at several pictures in the frames and always print some uniformed people they had in Iraq or Afghanistan.


When examining a book the detective always drops a loose leaf. There is proof of the crime.


Policeman is going to examine a house. Enter, look at the living room, go to the bedrooms and arrive at the bathroom. See the bathtub curtain closed. He walks slowly with the camera following him. Put your hand on the curtain and open it quickly. There’s nothing in the bathtub, and suddenly, someone attacks you from behind.


Couple is going to spend the weekend in a detached house in the woods. At night she says it’s cold and he says he’s going to get firewood outside the house. It is certain that something sinister will happen.

Now the most used cliché in cinema. A person (almost always seated) rebels against orders or prohibitions. She stands up in protest. Gradually the others accompany him. An exciting musical track frames the scene.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.