TOTALMENTE KUBRICK: A Incrível História Real do Golpista que Dizia Ser Stanley Kubrick

TOTALMENTE KUBRICK, comédia que o cineasta Brian Cook (diretor de segunda unidade de vários filmes do mestre Stanley Kubrick como BARRY LINDON, O ILUMINADO e DE OLHOS BEM FECHADOS) fez a partir da história real do vigarista inglês Alan Conway que se fazia passar pelo genial Kubrick para aplicar pequenos golpes na Inglaterra. Aproveitando a aversão de Kubrick a aparições públicas e a entrevistas, Conway conseguiu levar algum tempo seu golpe, lesando inúmeras pessoas.

John Malkovich faz outro trabalho impressionante e cheio de nuances como Alan Conway. Chega mesmo a fazer gozações consigo mesmo, como quando afirma que seu próximo filme vai ser 3001: Uma Odisséia no Espaço, estrelado por John Malkovich, mas que a Warner Bros. acha que o ator não é grande o bastante para ser a estrela principal do filme.

Aliás, o grande charme do filme são as múltiplas citações que o diretor Crook faz da obra de Kubrick, recriando cenas, usando trilhas sonoras e satirizando todos os envolvidos nesta incrível história real (ou quase).

Comédia para agradar cinéfilos, COLOUR ME KUBRICK: A TRUE…ISH STORY tem ótimos momentos. apenas para citar um deles: ao tentar enganar um alvo, Conway recebe elogios pelo seu filme mais complexo, JULGAMENTO DE NUREMBERG. Ao se gabar da dificuldade do trabalho, o quase enganado, cinicamente responde que o filme foi dirigido por Stanley Kramer, o Stanley errado, expondo a falsidade do golpista.

Muito divertido, ainda mais para quem idolatra a obra de Kubrick, COLOUR ME KUBRICK: A TRUE…ISH STORY (disponível na Amazon Prime) é muito indicado, especialmente para os cinéfilos de plantão.

COLOR ME KUBRICK: A TRUE … ISH STORY, a comedy that filmmaker Brian Cook (second unit director of several films by master Stanley Kubrick as BARRY LINDON, THE SHINNING and EYES WIDE SHUT) made from the real story of English con artist Alan Conway who was making himself pass by the brilliant Kubrick to apply small coups in England. Taking advantage of Kubrick’s distaste for public appearances and interviews, Conway managed to take his coup some time, injuring countless people.

John Malkovich does another impressive and nuanced job like Alan Conway. He even makes fun of himself, as when he says that his next film will be 3001: A Space Odyssey, starring John Malkovich, but that Warner Bros. thinks the actor is not big enough to be the main star of the film.

In fact, the great charm of the film is the multiple quotations that director Crook makes of Kubrick’s work, recreating scenes, using soundtracks and satirizing everyone involved in this incredible (or almost) real story.

Comedy to please moviegoers, COLOR ME KUBRICK: A TRUE … ISH STORY has a great time. just to name one of them: when trying to trick a target, Conway receives praise for his most complex film, JUDGMENT AT NUREMBERG. When bragging about the difficulty of the job, the almost deceived, cynically replies that the film was directed by Stanley Kramer, the wrong Stanley, exposing the falsehood of the scammer.

A lot of fun, especially for those who idolize Kubrick’s work, COLOR ME KUBRICK: A TRUE … ISH STORY (available on Amazon Prime) is very suitable, especially for on-call moviegoers.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.