O DIA EM QUE QUASE FALEI COM FRANCIS COPPOLA

Em 1995, quando eu trabalhava na RBS (então sócia da NET), um grande amigo e Diretor da NET, o Antonio Carlos Menezes me convidou para ir ao Rio de Janeiro ver a pré-estréia do primeiro filme de Pierce Borsnan como James Bond 007. GOLDENEYE teria uma premiere promovida pela NET, com direito a coquetel com a presença de Pierce Brosnan, no Hotel Copacabana Palace.

Quando chegamos lá, entre azepipes diferenciados, damos de cara com o cineasta Francis Coppola, de camisa floreada, bermuda e charuto cubano na boca, ele que na época vinha ao Brasil em função do mítico filme CHATÔ, de Gulherme Fontes.

Passado o susto, meu amigo Menezes me desafiou a irmos falar com o cineasta.

Eu respondi ao Menezes que jamais poderia falar com Francis Ford Coppola. “Aquele homem fez O PODEROSO CHEFÃO. Ele é um Deus para mim. Como vou chegar lá, bater na barriga dele e dizer Hi, Francis?”

O Menezes, grande fã de cinema, foi ali, se apresentou e trocou várias frases com Coppola.

Eu fiquei à distância, curtindo a visão próxima que tinha daquele gênio do cinema.

In 1995, when I worked at RBS (then a partner at NET), a great friend and Director of NET, Antonio Carlos Menezes invited me to go to Rio de Janeiro to see the preview of Pierce Borsnan‘s first film as James Bond 007. GOLDENEYE would have a premiere promoted by NET, after a cocktail with the presence of Pierce Brosnan, at the Copacabana Palace Hotel.

When we got there, among different azepipes, we came face to face with filmmaker Francis Coppola, in a flowered shirt, shorts and cigar in his mouth. He, at the time, came to Brazil due to the mythical movie CHATÔ, by Guilherme Fontes.

After the scare passed, my friend Menezes challenged me to go and talk to the filmmaker.

I replied to Menezes that I could never speak to Francis Ford Coppola. “That man made THE GODFATHER. He’s a God to me. How am I going to get there, amicably hit him in the belly and say Hi, Francis?”

Menezes, a big movie fan, went there, introduced himself and exchanged several phrases with Coppola.

I stayed at a distance, enjoying the close view I had of that genius of cinema.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.