DESERTO EM FOGO: Herzog Volta com Seu Cinema Autoral em Filme de Imagens Incríveis

O cineasta alemão Werner Herzog apareceu para o mundo no movimento chamado NOVO CINEMA ALEMÃO, na década de 70. Fez filmes excepcionais como FITZCARRALDO, O ENIGMA DE KASPAR HAUSER e AGUIRRE, A CÓLERA DOS DEUSES. Depois sua carreira caiu num certo padrão, mas sempre é um cineasta a ser observado com cuidado.

O NOW apresenta um filme que Herzog fez em 2016, intitulado SALT AND FIRE, rodado no incrível Salar de Uyuni, o deserto de sal gigantesco existente na Bolívia. O ambiente proporciona a possibilidade de Herzog criar cenas belíssimas, daquelas de deixar o espectador sem fôlego.

Três cientistas da ONU chegam à Bolívia para desenvolver pesquisas sobre um desastre ecológico que seria culpa de um grande industrial. Sequestrados por ele logo que chegam à Bolívia, eles têm que trabalhar juntos para evitar o pior. A narrativa é muito fragmentada e descontínua, sendo difícil de acompanhar.

Michael Shannon, a atriz alemã Veronica Ferres, Gabriel Garcia Bernal e Anita Briem compõem o elenco deste filme autoral, alegórico e cheio de imagens oníricas vindas da imaginação privilegiada de Herzog.

Definitivamente, a fase mais produtiva do cineasta foi décadas atrás, mas ver seu trabalho sempre é foco de interesse. Mesmo que seja como homenagem ao que ele já fez no cinema.

The German filmmaker Werner Herzog appeared to the world in the movement called NEW GERMAN CINEMA, in the 70’s. He made exceptional films like FITZCARRALDO, THE ENIGMA OF KASPAR HAUSER and AGUIRRE, THE WRATH OF GOD. Then his career fell to a certain standard, but he is always a filmmaker to be watched carefully.

NOW features a film Herzog made in 2016, entitled SALT AND FIRE, shot in the incredible Salar de Uyuni, the gigantic salt desert in Bolivia. The environment provides the possibility for Herzog to create beautiful scenes, those that leave the viewer breathless.

Three UN scientists arrive in Bolivia to develop research on an ecological disaster that would be the fault of a major industrialist. Kidnapped by him as soon as they arrive in Bolivia, they have to work together to avoid the worst. The narrative is very fragmented and discontinuous, being difficult to follow.

Michael Shannon, German actress Veronica Ferres, Gabriel Garcia Bernal and Anita Briem make up the cast of this authorial, allegorical film full of dreamlike images from Herzog’s privileged imagination.

Definitely, the filmmaker’s most productive phase was decades ago, but seeing his work is always a focus of interest. Even if it is a tribute to what he has already done in the cinema.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.