ENOLA HOLMES: A Irmã de Sherlock se Apresenta em Filme Inteligente, Divertido e Cheio de Atrações

ENOLA HOLMES, filme que o premiado diretor de TV britânico Harry Bradbeer dirigiu, a partir do primeiro dos seis livros escritos por Nancy Springer com as aventuras da irmã mais nova de Sherlock Holmes é uma divertida e inteligente história que a NETFLIX lançou mundialmente no dia 23 de setembro de 2020, com especial atratividade para os fãs do imortal detetive de Sir Arthur Conan Doyle.

Há inúmeros pontos de interesse no filme. Em primeiro lugar, se trata de uma produção extremamente caprichada, em que as cenas (seja as do interior da Inglaterra Vitoriana, seja as da Londres antiga são maravilhosamente filmadas.

O grande destaque é a jovem (16 anos) atriz britânico-espanhola (nasceu em Marbella na Espanha, filha de ingleses) Millie Bobby Brown, estrela da série STRANGER THINGS, uma atriz que certamente fará carreira estrondosa no cinema. Millie é bonita, talentosa, expressiva e conduz a narrativa sempre com charme e frescor. Sua Enola é muito divertida e fascinante de se ver,

A história desta primeira aventura é O CASO DO MARQUÊS DESAPARECIDO, em que um jovem marquês desaparece exatamente quando Enola, ao completar 16 anos fica desesperada pelo sumiço de sua mãe (Eudoria Holmes, outro trabalho ótimo de Helena Bonham Carter) e resolve ir para Londres descobrir onde está Eudoria. O espólio de Conan Doyle processou a produção do filme por violação de direitos autorais. Acho que só teve o efeito de valorizar e divulgar o filme.

O frescor e a inteligência da história são marcantes. Há inúmeras referências a personagens, fatos e locais clássicos dos livros de Holmes (o Inspetor Lestrade da Scotland Yard por exemplo é uma divertida criação de Adeel Akhtar), cenas de luta criativas e boas de se ver, uso de recursos modernos de efeitos e letterings que enriquecem as cenas, um ritmo empolgante e uma inteligente preparação para os próximos filmes.

Henry Cavill e Sam Claflin fazem Sherlock e Mycroft, os irmãos Holmes, desconcertados pelo comportamento rebelde de Enola. Há ainda mais uma brilhante aparição da atriz Fiona Lewis como a headmaster de uma escola vitoriana para moças, O Marquês desaparecido é vivido pelo jovem ator Louis Partridge.

O roteiro do filme, do inglês Jack Thorne (escritor do ótimo filme EXTRAORDINÁRIO, com Julia Roberts) é rico em temas de absoluta modernidade como inclusão, preconceito, liberação feminina, terrorismo, sufrágio universal, divertida e ricamente inseridos na realidade da Inglaterra antiga.

Em resumo, gostei muito de ENOLA HOLMES. Para quem curte Sherlock Holmes, então, me pareceu um excelente programa.

ENOLA HOLMES, a film that the award-winning British TV director Harry Bradbeer directed, from the first of six books written by Nancy Springer with the adventures of Sherlock Holmes‘s younger sister is a fun and intelligent story that NETFLIX released worldwide on the September 2020, with special attractiveness for fans of Sir Arthur Conan Doyle‘s immortal detective.

There are numerous points of interest in the film. First of all, it is an extremely neat production, in which the scenes (whether from the interior of Victorian England or those of ancient London are wonderfully filmed.

The big highlight is the young (16 years old) British-Spanish actress (born in Marbella, Spain, daughter of English) Millie Bobby Brown, star of the series STRANGER THINGS, an actress who will certainly have a resounding career in cinema. Millie is beautiful, talented, expressive and always conducts the narrative with charm and freshness. Her Enola is very fun and fascinating to see,

The story of this first adventure is THE CASE OF THE MISSING MARQUESS, in which a young noble boy disappears exactly when Enola, 16 years old, is desperate for his mother’s disappearance (Eudoria Holmes, another great work by Helena Bonham Carter) and decides to go to London find out where Eudoria is.

The freshness and intelligence of the story are remarkable. There are countless references to characters, costumes and classic locations from Holmes’ books (Inspector Lestrade of Scotland Yard for example is a fun creation by Adeel Akhtar), creative and nice to see fight scenes, use of modern effects and letterings that enrich the scenes, an exciting pace and an intelligent preparation for the next films.

Henry Cavill and Sam Claflin play Sherlock and Mycroft, the Holmes brothers, disconcerted by Enola’s rebellious behavior. There is yet another brilliant appearance by actress Fiona Lewis as the headmaster of a Victorian girls’ school, The Missing Marquis is played by young actor Louis Partridge.

The script of the film, by Englishman Jack Thorne (writer of the great WONDER film, with Julia Roberts) is rich in themes of absolute modernity such as inclusion, prejudice, female liberation, terrorism, universal suffrage, fun and richly inserted in the reality of ancient England.

In summary, I really liked ENOLA HOLMES. For those who love Sherlock Holmes, then, it seemed like an excellent program.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.