INFIDELIDADE: Diane Lane Trai Richard Gere

INFIDELIDADE é mais um rumoroso filme da carreira do cineasta inglês Adryan Lyne. FLASHDANCE, ATRAÇÃO FATAL, NOVE E MEIA SEMANAS DE AMOR e PROPOSTA INDECENTE São a prova de que o cineasta gosta de mexer em vespeiros. Seu grande sucesso passa por aí.

Em INFIDELIDADE, uma dona de casa americana, moradora do subúrbio de Nova Iorque chega à meia idade com o casamento esfriando em face dos conhecidos fatores que o tempo e a rotina trazem. Conhece um sedutor francês por acaso e vai ter com ele um tórrido caso de amor cujas consequências sobre sua família vão ser devastadoras.

Diane Lane (belíssima), Richard Gere, Olivier Martinez, Michele Monaghan e Erik Per Sullivan fazem o elenco sempre atraente de se ver.

Só agora, revendo o filme, descobri que é foi baseado em um roteiro (e filme) do mestre francês Claude Chabrol intitulado LA FEMME INFIDELE, com Stéphane Audran, Michel Bouquet e Maurice Ronet, de 1969. Vou atrás este filme de Chabrol, o que sempre vale a pena.

Como todo filme de Lyne, INFIDELIDADE é magnificamente bem embalado. Fotografia impecável, música maravilhosa e cenas de uma sensualidade incomum (as lembranças da esposa no metrô fazem uma cena incrível).

Também como em todo filme de Adrian Lyne, a profundidade da discussão dos temas abordados não é exatamente o forte do filme. Acho que nem era o objetivo.

Para mim, INFIDELIDADE é o melhor dos filmes de Adrian Lyne. Muito graças à Diane Lane.

UNFAITHFUL is another rumorous film from the career of English filmmaker Adryan Lyne. FLASHDANCE, FATAL ATTRACTION, 9 1/2 WEEKS and INDECENT PROPOSAL are proof that the filmmaker likes to touch hornets. His great success is there.

In UNFAITHFUL, an American housewife, living in the suburb of New York reaches middle age with her marriage getting cold in the face of the well-known factors that time and routine bring. She meets a French seducer by chance and has a torrid love affair with him that will have devastating consequences for his family.

Diane Lane (beautiful), Richard Gere, Olivier Martinez, Michele Monaghan and Erik Per Sullivan make the cast always attractive to see.

Just now, reviewing the film, I discovered that it was based on a script (and film) by the French master Claude Chabrol entitled LA FEMME INFIDELE, with Stéphane Audran, Michel Bouquet and Maurice Ronet, from 1969. I am going after this film by Chabrol, which is always worth it.

Like all Lyne films, UNFAITHFUL is beautifully packaged. Impeccable photography, wonderful music and scenes of unusual sensuality (the wife’s memories in the subway make an incredible scene).

Also, as in every Adrian Lyne film, the depth of the discussion of the topics covered is not exactly the strong point of the film. I don’t think it was even the goal.

For me, UNFAITHFUL is the best of Adrian Lyne’s films. Much thanks to Diane Lane.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.