FEDERICO LUPPI: O Ricardo Darin do Século Passado

Quando eu conheci o maravilhoso cinema argentino, na década de 70, o principal ator portenho era Federico Luppi, nascido em Buenos Aires em 1934 e falecido, aos 83 anos, em 2017. Era o Ricardo Darin daquele tempo. Os grande filmes argentinos sempre pareciam ter seus protagonistas vividos por Luppi.

Nesta lista, podemos incluir TEMPO DE REVANCHE, ÚLTIMOS DIAS DE LA VITIMA, PLATA DULCE, FRAGMENTOS DE UN CRIME, CABALLOS SALVAJES e ELSA Y FRED.

Luppi foi um ator notável. Era fisicamente imponente, ao mesmo tempo que sabia dar nuances às suas interpretações, de forma sensível e cheia de humanismo.

Lembrando destes filmes, me dei conta que o vigor, a contundência e a categoria do cinema platino – hoje fato de conhecimento público e uma unanimidade entre nós – vem de longa data.

When I got to know the wonderful Argentine cinema, in the 70s, the main actor was Federico Luppi, born in Buenos Aires in 1934 and died, at 83, in 2017. He was the Ricardo Darin of that time. The great Argentine films always seemed to have their protagonists lived by Luppi.

In this list, we can include TIEMPO DE REVANCHA, LAST DAYS OF THE VICTIM, PLATA DULCE, FRAGMENTS OF UN CRIME, CABALLOS SALVAJES and ELSA Y FRED.

Luppi was a notable actor. He was physically imposing, at the same time that he knew how to give nuances to his interpretations, in a sensitive way and full of humanism.

Remembering these films, I realized that the vigor, forcefulness and category of platinum cinema – now a fact of public knowledge and unanimity among us – has been going on for a long time.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.