ON THE ROCKS: Sofia Coppola Neste Fim de Semana

Assim que este final de semana iniciar, meu primeiro filme vai ser ON THE ROCKS, novo trabalho da cineasta Sofia Coppola estrelado por Bill Murray e a ótima Rashida Jones, uma ascendente atriz californiana.

A crítica internacional tem tido uma receptividade ambígua com ON THE ROCKS. A melhor crítica sobre o filme que li foi de Manohla Darghis, no New York Times:

“Não é surpreendente a facilidade com que Bill Murray toma posse do gentil e cômico “On the Rocks” de Sofia Coppola – embora esse sequestro possa ser mais uma astuta rendição da diretora. Escolher Murray é uma maneira infalível de conquistar o público. Significa também ceder ao menos parte do filme para ele, que é o que acontece aqui. Ele interpreta um sibarita grandioso cuja filha o convoca para ajudá-la em seus problemas conjugais. Se isso soa como uma ideia duvidosa para uma criança crescida, também é uma jogada conceitual lúdica para uma diretora cujo pai, Francis Ford Coppola, projeta longe sua própria sombra. … Jones tem um alcance estreito, mas seu rosto, com seus ângulos agudos e olhos pensativos, foi feito para se perder, e ela é atraente até o fim, a atriz melhor amiga. Quando ela parece triste, você também quer ajudar. Repetidas vezes, Coppola isola Laura visualmente, muitas vezes em quartos escuros, convidando-nos a olhar para ela, sim, mas também a nos perguntar: o que é que ela vê? O que ela pensa? Em grande parte do filme, ela parece uma espectadora em sua própria vida. Ela cavalga junto, ela segue junto. No passado, o abraço de Coppola à ambigüidade poderia parecer uma esquiva, uma forma de escapar do significado. Mas em “On the Rocks”, uma história melancólica e adorável sobre finalmente atingir a maioridade, não há nada ambíguo sobre como ela nos faz ver uma mulher perdida há muito tempo na sombra da vida.”

Já aluguei na Apple TV+.

As soon as this weekend starts, my first film will be ON THE ROCKS, the new work by filmmaker Sofia Coppola starring Bill Murray and the great Rashida Jones, a rising Californian actress.

International criticism has had an ambiguous reception with ON THE ROCKS. The best review about the film I read was by Manohla Darghis, in the New York Times:

“It isn’t surprising how effortlessly Bill Murray takes possession of Sofia Coppola’s gently comic “On the Rocks” — though this hijacking may be more of a sly directorial surrender. Casting Murray is a surefire way to win over an audience. It also means yielding at least part of the movie to him, which is what happens here. He plays a bigger-than-life sybarite whose daughter enlists him to help with her marital woes. If that sounds like a dubious idea for a grown child, it’s also a playful conceptual gambit for a director whose father, Francis Ford Coppola, casts his own long shadow… Jones has a narrow range, but her face, with its sharp angles and pensive eyes, was made to get lost in, and she’s appealingly down to earth, the actor as best friend. When she looks pained, you want to help, too. Again and again, Coppola visually isolates Laura, often in dark rooms, inviting us to look at her, yes, but also to wonder: What does she see? What does she think? For much of the movie, she seems like a spectator in her own life. She rides along, she goes along. In the past, Coppola’s embrace of ambiguity could feel like a dodge, a way of evading meaning. But in “On the Rocks,” a wistful and lovely story about finally coming of age, there’s nothing ambiguous about how she makes us see a woman too long lost in life’s shadow.

I already rented ON THE ROCKS on Apple TV +.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.