TEHRAN: Primeira Temporada Termina em Alta e com Cliffhanger

TEHRAN, a série israelense original da Apple TV+ trouxe nesta sexta-feira seu oitavo e último capítulo da primeira temporada. E foi um capítulo excelente.

A história da espiã do MOSSAD enviada disfarçada ao Iran para desativar suas defesas aéreas a fim de possibilitar que jatos militares israelenses destruam uma instalação nuclear do inimigo, seguiu fascinante e bem narrada até o final.

Niv Suitan, a protagonista é uma ótima atriz, muito bem acompanhada por um elenco de excelência que tem Shaun Toub, Liraz Charli, Navid Negahban e Shervan Alenabi.

Como uma boa trama de espionagem não pode abrir mão, TEHRAN investe forte nas traições de agentes duplos, onde menos se espera. Quem trabalha para quem proporciona twists e surpresas de cair o queixo. É um dos pontos altos da trama.

A mescla com os dramas pessoais e a onipresença dos conflitos sócio-políticos da região como pano de fundo da história é outro acerto forte de TEHRAN.

O final desta primeira temporada deixou um claro cliffhanger (gancho) para uma segunda temporada ainda não anunciada. Mas serve para firmar ainda mais as séries israelenses de fundo político como excelente produtos de entretenimento, na linha dos já clássicos FAUDA e PRISONERS OF WAR.

TEHRAN, the original Israeli series from Apple TV + brought on Friday its eighth and final chapter of the first season. And it was an excellent chapter.

The story of the MOSSAD spy sent in disguise to Iran to disable its air defenses in order to Israeli military jets to destroy an enemy’s nuclear facility, followed fascinating and well-narrated until the end.

Niv Suitan, the protagonist is a great actress, very well accompanied by an excellent cast that has Shaun Toub, Liraz Charli, Navid Negahban and Shervan Alenabi.

As a good espionage plot cannot give up, TEHRAN invests heavily in double agent betrayals, where least expected. Who works for who provides twists and jaw-dropping surprises. It is one of the highlights of the plot.

The mixture with personal dramas and the ubiquity of socio-political conflicts in the region as a backdrop to the story is another strong achievement of TEHRAN.

The end of this first season left a clear cliffhanger (hook) for a second season yet to be announced. But it serves to further strengthen the Israeli political background series as excellent entertainment products, in line with the already classic FAUDA and PRISONERS OF WAR.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.