007 NA MIRA DOS ASSASSINOS : Um dos Piores Filmes de James Bond

A incrível “fake news” sobre o falecimento ontem da atriz Tanya Roberts me leva a retomar os comentários dos filmes de 007. Em 1985, o diretor John Glen retornou à franquia com a história de um milionário que pretende destruir o Vale do Silício na Califórnia para valorizar os microchips que fabrica em escala mundial.

O filme não funcionou. Roger Moore já estava idoso e cansado, com o cabelo evidentemente tingido, uma barriguinha significativa, sendo substituído em todas as cenas de ação por doublês, o que fica evidente em determinadas cenas. O vilão era muito ruim. Apesar de Christopher Walken ser um bom ator (O FRANCO ATIRADOR é prova disto), seu Max Zorim nada tem de interessante.

A Bond Girl Tanya Roberts, a atriz novaiorquina que ficou conhecida na série original de AS PANTERAS e depois no filme baseado em HQs, SHEENA, nunca conseguiu se firmar como atriz, apesar de sua beleza. Sua personagem no filme de 007 também não ajuda.

E Grace Jones, misto de cantora e atriz, fazenddo a vilã May Day mais assuta do que fascina.

Para piorar o filme, as cenas do seu climax no alto da Golden Gate, em San Francisco são montagens e projeções bem ruinzinhas. Fica muito evidente ao espectador os usos de miniaturas, projeções e trucagens, afastando muito os espectadores.

Na minha opinião, 007 NA MIRA DOS ASSASSINOS é dos títulos mais fracos de 007.

The incredible “fake news”about the death of actress Tanya Roberts yesterday leads me to resume the comments of the 007 films. In 1985, director John Glen returned to the franchise with the story of a millionaire who intends to destroy California’s Silicon Valley to enhance microchips that manufactures on a worldwide scale.

The movie didn’t work. Roger Moore was already old and tired, with his hair evidently dyed, a significant tummy, being replaced in every action scene by doublées, which is evident in certain scenes. The villain was very bad. Although Christopher Walken is a good actor (THE DEER HUNTER is proof of this), his Max Zorim is nothing interesting.

The Bond Girl Tanya Roberts, the New York actress who became known in the original series of CHARLIE’S ANGELS and later in the comic book based film, SHEENA, never managed to establish herself as an actress, despite her beauty. Her character in the 007 film doesn’t help either.

And Grace Jones, a mix of singer and actress, making villain May Day more frightening than fascinating.

To make the film worse, the scenes of your climax at the top of the Golden Gate in San Francisco are very poor montages and projections. It is very evident to the viewer the use of miniatures, projections and tricks, keeping viewers away.

In my opinion, 007 A VIEW TO A KILL is one of the weakest titles in 007.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.