A VIDA DE BRIAN: Grupo Monthy Python Fez Comédia Histórica

O grupo de humor inglês Monthy Python fez alguns filmes de muito sucesso. Meu favorito segue sendo EM BUSCA DO CÁLICE SAGRADO. Mas há pelo menos dois outros filmes deles que são comédias maravilhosas: A VIDA DE BRIAN e O SENTIDO DA VIDA. Isto sem contar os filmes feitos por seus membros depois da separação do grupo, como BRAZIL O FILME e UM PEIXE CHAMADO WANDA.

A VIDA DE BRIAN conta a história de Brian de Nazareth, um menino que nasceu na casa ao lado da manjedoura e na mesma noite onde Jesus Cristo estava vindo ao mundo. Em face desta proximidade e coincidência, Brian passa, durante sua vida, a ser confundido com o Filho de Deus em várias situações.

Brian ingressa em uma organização (People’s Front of Judea) que se opõe ao domínio romano e “inventa” a pichação de muros e casas com slogans anárquicos como “Romans Go Home” (Romanes eunt domus). Em uma das melhores cenas do filme, um centurião apanha Brian fazendo a pichação e faz ele pintar cem vezes a frase gramaticalmente correta: Romani ite domum

O membros do Grupo se revezam nos vários papéis do filme: Graham Chapman (Brian e mais dois personagens), John Cleese (seis papeis), Terry Gilliam (sete papeis), Eric Idle (nove papeis), Terry Jones (seis papeis) e Michael Palin (doze papeis). Trata-se de um grupo de comediantes fora de série.

O roteiro do filme, escrito pelos seis humoristas é completamente anárquico. Para se ter uma ideia, até extraterrestres há no filme. E o que dizer da banquinha que venda pedras para o apedrejamento de uma mulher adúltera, variando os preços conforme o tamanho da pedra?

Na época chegou a haver várias manifestações contra o filme, acusando-o de iconoclasta. Na verdade, esta é uma das melhores qualidades de um filme maravilhosamente engraçado.

English comic group Monthy Python has made some very successful films. My favorite still is MONTHY PHYTON AND THE HOLLY GRAIL. But there are at least two other films by them that are wonderful comedies: LIFE OF BRIAN and THE MEANING OF LIFE. Not to mention the films made by its members after the group split, such as BRAZIL THE MOVIE and A FISH CALLED WANDA.

LIFE OF BRIAN tells the story of Brian de Nazareth, a boy who was born in the house next to the manger and on the same night that Jesus Christ was coming into the world. In view of this closeness and coincidence, Brian, during his life, is confused with the Son of God in various situations.

Brian joins an organization (People’s Front of Judea) that opposes Roman rule and “invents” graffiti on walls and houses with anarchic slogans like “Romans Go Home” ( Romanes eunt domus). In one of the best scenes in the film, a centurion catches Brian doing the graffiti and makes him paint the grammatically correct phrase a hundred times: Romani ite domum

Group members take turns in the various roles in the film: Graham Chapman (Brian and two other characters), John Cleese (six roles), Terry Gilliam (seven roles), Eric Idle (nine roles), Terry Jones (six roles) and Michael Palin (twelve roles). It is a group of outstanding comedians.

The script for the film, written by the six comedians, is completely anarchic. To give you an idea, there are even extraterrestrials in the film. And what about the stool that sells stones for the stoning of an adulterous woman, varying prices according to the size of the stone?

At the time, there were several demonstrations against the film, accusing it of being an iconoclast. In fact, this is one of the best qualities of a wonderfully funny movie.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.