CROCODILO DUNDEE: Um Bom Filme Arruinado Pelas Continuações Sem Fim

Algumas semanas atrás, fiz um post sobre refilmagens e continuações mal feitas que deixam manchas em alguns filmes ótimos ou pelo menos razoáveis, fazendo – exclusivamente por razões comerciais – filmes ruins demais.

Em 1986, um filme australiano foi um fenômeno local (maior bilheteria proporcional de todos os tempos na Austrália) e mundial (segunda maior bilheteria mundial do ano).

Era um filme de recursos modestos (10 milhões de dólares de orçamento) mas cuja história inusitada e misto de comédia romântica e thriller fascinou a todos. CROCODILO DUNDEE, dirigido pelo australiano Peter Faiman faturou 328 milhões de bilheteria.

O filme narra a história de uma jornalista novaiorquina (Sue Charlton) que viaja ao interior da Austrália para entrevistar um caçador e guia (Michael Dundee) que convive com o mundo selvagem a partir de costumes que parecem absolutamente “estranhos” para o mundo ocidental. A história se baseia na vida do caçador australiano Steve Irwin.

O primeiro filme é muito bem sucedido e competente. A mescla perfeita de comédia romântica (o par central se envolve e tem que harmonizar dois mundos completamente diferentes) com filme de aventuras no mítico outback australiano deu muito certo.

Paul Hogan, um ator e cômico australiano que fez apenas 19 filmes teve uma exposição mundial impressionante. Linda Koslowski, atriz americana viveu Sue. Ela atuou apenas em 13 filmes. Chegou a ser indicada ao globo de Ouro de Melhor Atriz. Aliás, o filme CROCODILO DUNDEE foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro.

O filme teve duas continuações bem ruins: CROCODILO DUNDEE II e CROCODILO DUNDEE EM LOS ANGELES. Quase arruinaram a imagem de sucesso do primeiro filme.

Linda abandonou o cinema em 2001, após o terceiro e frustrado filme. Hogan seguiu fazendo filmes para a TV. Os dois – que casaram na época do primeiro filme – se divorciaram em 2014.

Agora se anuncia a filmagem de THE VERY EXCELLENT MR. DUNDEE, dirigido pelo australiano Dean Murphy, onde Paul Hogan, Mel Gibson, Chevy Chase, John Cleese Olivia Newton-John e Luke Hemsworth tentam “ressucitar” CROCODILO DUNDEE.

Não parece que possam conseguir o sucesso do primeiro filme.

A few weeks ago, I made a post about reshoots and poorly made sequels that stain some great or at least reasonable films, making – exclusively for commercial reasons – films that are too bad.

In 1986, an Australian film was a local phenomenon (the highest proportional box office ever in Australia) and a worldwide phenomenon (the second highest worldwide box office of the year).

It was a film with modest resources (10 million dollars in budget) but whose unusual and mixed story of romantic comedy and thriller fascinated everyone. CROCODILO DUNDEE, directed by Australian Peter Faiman earned 328 million at the box office.

The film tells the story of a New York journalist (Sue Charlton) who travels to the interior of Australia to interview a hunter and guide (Michael Dundee) who lives with the wild from customs that seem absolutely “strange” to the western world. The story is based on the life of Australian hunter Steve Irwin.

The first film is very successful and competent. The perfect mix of romantic comedy (the central pair gets involved and has to harmonize two completely different worlds) with an adventure film in the mythical Australian outback worked very well.

Paul Hogan, an Australian actor and comedian who made only 19 films, had an impressive worldwide exposure. Linda Koslowski, American actress lived Sue. She acted in only 13 films. She was even nominated for the Golden Globe for Best Actress. In fact, the film CROCODILO DUNDEE was nominated for an Oscar for Best Screenplay.

The film had two very bad sequels: CROCODILO DUNDEE II and CROCODILO DUNDEE IN LOS ANGELES. They almost ruined the successful image of the first film.

Linda left the cinema in 2001, after the third and frustrated film. Hogan continued making films for TV. The two – who were married at the time of the first film – divorced in 2014.

Now, THE VERY EXCELLENT MR DUNDEE, directed by Australian Dean Murphy, where Paul Hogan, Mel Gibson, Chevy Chase, John Cleese Olivia Newton-John and Luke Hemsworth attempt to “resurrect” CROCODILE DUNDEE.

It doesn’t look like they can achieve the success of the first film.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.