O HOMEM DO BRAÇO DE OURO: Drogas e Vícios na Tela

O CONVIDADO DE HOJE DO CINEMARCO É ISAAC MENDA.

Em 1961 assisti, em Montevideo, ao filme O HOMEM DO BRAÇO DE OURO. Deve ter sido a primeira vez, pelo menos para mim, ver uma película abordando sobre as drogas. Consegui encontrar o filme no Prime Vídeo e, depois de 60 anos, pude revê-lo. 

A produção é de 1955, com direção de Otto Preminger, com música de Elmer Bernstein e créditos do lendário designer Saul Bass. No elenco estão Frank Sinatra, Eleanor Parker e Kim Novak. O filme foi indicado ao Oscar nas categorias de melhor ator, direção de arte e trilha sonora. 

O filme, além de polêmico ao mostrar cenas explícitas de uso de drogas como a heroína e abordar outros assuntos melancólicos, é famoso por possuir uma das trilhas sonoras mais famosas da história do cinema, composta por Elmer Bernstein (Fugindo do inferno, Sete homens e um destino, Nas trilhas da aventura, Os dez mandamentos) no estilo jazz que acompanha os créditos de abertura de Saul Bass. 

O filme conta a história do “homem do braço de ouro”, chamado assim por ser um baterista e crupiê, manuseando com maestria o baralho, mas também porque usa seu braço para injetar na veia doses de heroína, um vício que apesar da luta constante não consegue se livrar.

O enredo lembra muito outro filme, não sobre drogas, mas a respeito da bebida, Trata-se de FARRAPO HUMANO, de 1945, com direção de Billy Wilder e Ray Milland como ator principal. Em ambos os filmes as mulheres têm papel importante na recuperação dos viciados.

In 1961, in Montevideo, I watched the film The Man with the Golden Arm. It must have been the first time, at least for me, to see a film about drugs. I managed to find the film on Prime Vídeo and, after 60 years, I was able to review it.

The production is from 1955, directed by Otto Preminger, with music by Elmer Bernstein and credits by the legendary designer Saul Bass. The cast includes Frank Sinatra, Eleanor Parker and Kim Novak. The film was nominated for an Oscar in the categories of best actor, art direction and soundtrack.

The film, in addition to being controversial in showing explicit scenes of drug use such as heroin and addressing other melancholic subjects, is famous for having one of the most famous soundtracks in the history of cinema, composed by Elmer Bernstein (THE GREAT ESCAPE, THE SEVEN MAGNIFICENT, HALLELLUIAH TRAIL, THE TEN COMMANDMENTS) in the jazz style that accompanies Saul Bass’s opening credits.

The film tells the story of the “man with the golden arm”, named for being a drummer and croupier, masterfully handling the deck, but also because he uses his arm to inject veins of heroin, an addiction that despite the constant struggle cannot get rid of.

The plot is very reminiscent of another film, not about drugs, but about drinking, This is THE LOST WEEKEND, de 1945, directed by Billy Wilder and with Ray Milland as the main actor. In both films, women play an important role in the recovery of addicts.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.