SALAMANDER: Série Policial Belga Tem Ótimo Enredo

SALAMANDER é uma série policial belga de 12 capítulos de uma hora cada (duração demasiada) que narra a luta de um policial para desvendar o caso de um assalto a banco no qual 66 cofres particulares foram violados e nada mais foi roubado. O Banco faz tudo para abafar o caso, ajudado pelas maiores autoridades policiais e políticas do País.

O idealista policial Paul Gerardi (ótimo trabalho do ator bela Fillip Peeters) se depara com uma Organização Secreta chamada Salamandra, formada após a Segunda Guerra Mundial, envolvendo as principais figuras da administração belga. A partir daí, ele é suspenso da Polícia e passa a investigar o caso por conta própria e sob ameaça para si e para sua família.

Há muita coisa boa, além do argumento original, em SALAMANDER. As locações em Bruxelas e seus arredores são belíssimas. Há personagens muito bem idealizados como um ex-policial, amigo de Girardi que se isolou em um monastério em face de um erro do passado. Carl Cassimon (Lucas van den Eynde) passa a ajudar o amigo na busca da verdade mesmo de dentro do Monastério.

Tem os ecos da Segunda Guerra, onde muita gente fez fortuna, adotando atitudes nem sempre republicanas e cuja revelação pública pode ser desastrosa. Onde se originou o poder e a fortuna daqueles membros da SALAMANDRA?

E ainda há o drama familiar de Giradi, cuja mulher não aceita a prioridade em que ele coloca o trabalho, ainda mais quando passa a ameaçar ela e a filha. Violet Braeckman interpreta muito bem Sofie, a filha do protagonista.

Finalmente há um personagem que é um misto de cérebro do assalto, idealizador do complexo plano contra a SALAMANDRA e assassino profissional. É Joachim Klaus, ótima criação do ator Koen de Bouw, já destacado na série PROFESSOR T.

SALAMANDER é um ótima série policial e mereceu ganhar a segunda temporada com outra aventura do Policial Girardi.

SALAMANDER is a Belgian police series of 12 one-hour chapters (too long) that chronicles a policeman’s struggle to unravel the case of a bank robbery in which 66 private safes were breached and nothing else was stolen. The Bank does everything to cover up the case, helped by the country’s biggest police and political authorities.

Police idealist Paul Gerardi (great work by the actor Fillip Peeters) comes across a Secret Organization called Salamander, formed after the Second World War, involving the main figures of the Belgian administration. Thereafter, he is suspended from the police and investigates the case on his own and under threat to himself and his family.

There is a lot of good in addition to the original argument in SALAMANDER. The locations in Brussels and its surroundings are beautiful. There are very idealized characters like an ex-policeman, a friend of Girardi who isolated himself in a monastery in the face of a mistake of the past. Carl Cassimon (Lucas van den Eynde) starts to help his friend in the search for the truth even inside the Monastery.

There are echoes of World War II, where many people made a fortune, adopting not always republican attitudes and whose public disclosure can be disastrous. Where did the power and fortune of those members of SALAMANDRA originate?

And there is also the family drama of Giradi, whose wife does not accept the priority in which he puts his work, especially when he begins to threaten her and her daughter. Violet Braeckman plays very well Sofie, the protagonist’s daughter.

Finally, there is a character who is a mixed brain of the assault, who created the complex plan against SALAMANDRA and a professional assassin. It’s Joachim Klaus, great creation by actor Koen de Bouw, already featured in the series TEACHER T.

SALAMANDER is a great police series and deserved to win the second season with another adventure by Police Officer Girardi.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.