O ARTISTA E A MODELO: Jean Rochefort e a Arte da Criação

Ontem fiz o que antigamente se chamava de “sessão dupla”, quando os cinemas mostravam dois filmes com o mesmo artista, diretor ou tema. Fiz um programa duplo de trabalhos do cineasta espanhol Fernando Trueba.

O ARTISTA E A MODELO é um filme de 2012, contando a história de um pintor e escultor francês ( o extraordinário ator Jean Rochefort, falecido em 2017) cuja esposa encontra uma menina vagando pela pequena cidade do interior e a convida para ficar em sua casa em troca de aceitar posar de modelo para o artista.

A esposa é vivida por Claudia Cardinale, icônica atriz italiana nascida na Tunísia, dos anos 60 e 70 (O LEOPARDO, ERA UMA VEZ NO OESTE e A PANTERA COR DE ROSA), hoje uma idosa e classuda senhora. A jovem modelo é a belíssima atriz catalã Aida Folch, como Mercè, um personagem que cresce durante o filme se revelando como bem mais que um corpo belíssimo.

O relacionamento afetivo nascido entre o veterano artista e a jovem modelo traz momentos deliciosos, como aquele em que Marc Cros explica um desenho para a jovem. A presença permanente do terror nazista (o filme se passa durante a Segunda Guerra Mundial) é outro tema contundente do filme.

Fernando Trueba filma maravilhosamente bem. São imagens belíssimas em preto e branco (Daniel Vilar) que ilustram o ótimo roteiro do mítico Jean-Claude Carrière.

Lírico e contundente, A ARTISTA E A MODELO é um belíssimo filme.

Yesterday I did what used to be called a “double session”, when the cinemas showed two films with the same artist, director or theme. I did a double program of works by Spanish filmmaker Fernando Trueba.

THE ARTIST AND THE MODEL is a 2012 film, telling the story of a French painter and sculptor (the extraordinary actor Jean Rochefort, who died in 2017) whose wife finds a girl wandering the small country town and invites her to stay in your home in exchange for accepting to pose as a model for the artist.

The wife is lived by Claudia Cardinale, an iconic Italian actress born in Tunisia, from the 60s and 70s (IL GATTOPARDO, ONCE UPON A TIME IN THE WEST and THE PINK PANTHER), today an old and classy lady. The young model is the beautiful Catalan actress Aida Folch, like Mercè, a character who grows during the film revealing herself as much more than a beautiful body.

The affective relationship born between the veteran artist and the young model brings delightful moments, like the one in which Marc Cros explains a drawing for the young woman. The permanent presence of Nazi terror (the film is set during World War II) is another scathing theme in the film.

Fernando Trueba films wonderfully well. They are beautiful images in black and white (Daniel Vilar) that illustrate the great script of the mythical Jean-Claude Carrière.

Lyrical and blunt, EL ARTISTA Y LA MODELO is a beautiful film.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.