LOSING ALICE: Final de Temporada de Série Israelense Fascina o Cinéfilo

LOSING ALICE, série israelense veiculada na Apple TV+ chegou a seu décimo e último capítulo em altíssimo nível.

Um diretora de cinema israelense (a ótima Ayelet Zurer) recebe um roteiro escrito por uma roteirista e atriz de vida liberada Sophie (a linda Lili Kornovski). Ao decidir produzir o filme, ela chama para ator principal seu marido David (Gal Thoren). Quando não encontram uma atriz para fazer o papel principal, terminam escolhendo Sophie, o que vai causar um furacão na vida de todos.

LOSING ALICE usa e abusa mesclar realidade e ficção. Como mostra em detalhes a produção e filmagem da obra dentro da série, faz a delícia do cinéfilo espectador. É lindo ver como se cria uma obra cinematográfica.

As fortes conotações eróticas do filme em produção são incorporadas pela série que ousa bastante em diálogos e cenas entre os personagens, sobretudo para demonstrar as diferenças de vida entre Alice (num casamento de décadas com três filhas) e Sophie (liberada e independente para tudo).

Definido como um thiller psicológico, LOSING ALICE é uma das principais escolhas no atual rol de produções da Apple TV+. Tomara que o serviço de streaming da maça siga garimpando e apostando em séries ao redor do mundo que dificilmente veríamos.

É um baita filão.

LOSING ALICE, an Israeli series aired on Apple TV + has reached its tenth and final chapter at a very high level.

An Israeli film director (the great Ayelet Zurer) receives a script written by a screenwriter and liberated actress Sophie (the beautiful Lili Kornovski). When deciding to produce the film, she calls for her main actor husband David (Gal Thoren). When they don’t find an actress to play the lead, they end up choosing Sophie, which will cause a hurricane in everyone’s life.

LOSING ALICE uses and abuses to mix reality and fiction. As it shows in detail the production and filming of the work within the series, it is the delight of the film-viewer. It is beautiful to see how a cinematographic work is created.

The strong erotic connotations of the film in production are incorporated by the series that dares a lot in dialogues and scenes between the characters, mainly to demonstrate the life differences between Alice (in a decades marriage with three daughters) and Sophie (liberated and independent) for everything).

Defined as a psychological thiller, LOSING ALICE is one of the main choices in the current list of Apple TV + productions. Hopefully the apple streaming service will continue to pan and bet on series around the world that we would hardly see.

It’s a hell of a gold mine.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.