A GAROTA DA PULSEIRA: Refilmagem de Sucesso Argentino Cria Drama Francês Bem Interessante

Ontem deparei com o drama francês A GAROTA DA PULSEIRA (LA FILLE AU BRACELET), do cineasta e roteirista Stephané Demoustier (CLEO & PAUL). O filme conta a história de uma jovem adolescente que é presa e vai a julgamento acusada de ter matado com sete facadas sua melhor amiga. A acusação se funda em uma briga das duas amigas pela morta ter colocado na internet um vídeo erótico da amiga.

A vida da jovem Lise Bataille (Melissa Guers) vira de cabeça para baixo quando é presa pela Polícia. Fica presa um tempo mas sua advogada (a ótima atriz Annie Mercier) consegue que aguarde o julgamento em prisão domiciliar com tornozeleira eltrônica.

O fato justificadamente arrasa a mãe de Lise, Céline (a ótima Chiara Mastroianni, filha de Marcello Mastroianni e Catherine Deneuve) e seu marido Bruno (o ator francês de origem marroquina Roschdy Zen). Outro destaque do elenco é a Promotora vivida pela atriz Anaïs Demoustier, filha do diretor.

Lendo sobre o filme, descobri que se trata da refilmagem de um sucesso argentino intitulado ACUSADA, de Gonzalo Tobal. Claro que vou atrás do original argentino que deve ser tão bom quanto ou ainda melhor.

O filme francês investe em um clima minimalista. O clima é contido e sem grandes arroubos, paixões ou cenas grandiosas. O drama impõe uma dor profunda e surda.

A tragédia de Lise que vitimou sua melhor amiga é mostrada de uma forma quase documental. Como diz a mãe de Lise, em seu depoimento, “Lise era a pessoa errada no lugar errado, na hora errada.”

Há sim momentos muito tocantes, como a fala final de Lise.

Um aspecto particularmente interessante é o olhar do filme sobre o comportamento sexual da protagonista. A dificuldade dos adultos em entendê-la (e a tendência a reprová-la) são muito marcantes. As alegações finais da advogada de Lise, afirmando que o julgamento Não é da vida sexual de Lise é muito relevante e poderosa.

Gostei muito de A GAROTA DA PULSEIRA (THE GIRL WITH A BRACELET). Fiquei com muita vontade de ver o filme original.

Yesterday I came across the French drama LA FILLE AU BRACELET, by filmmaker and screenwriter Stephané Demoustier (CLEO & PAUL). The film tells the story of a young teenager who is arrested and goes to trial accused of having stabbed her best friend to death with seven stabs. The accusation is based on a fight between the two friends about the dead woman putting an erotic video of her friend on the internet.

The life of young Lise Bataille (Melissa Guers) turns upside down when she is arrested by the police. She gets stuck for a while but her lawyer (the great actress Annie Mercier) gets her to await trial under house arrest with an electronic ankle bracelet.

The fact justifiably devastates Lise’s mother, Céline (the great Chiara Mastroianni, daughter of Marcello Mastroianni and Catherine Deneuve) and her husband Bruno (the French actor of Moroccan origin Roschdy Zen). Another highlight of the cast is the Promoter played by actress Anaïs Demoustier, daughter of the director.

Reading about the film, I discovered that it is a remake of an Argentine success entitled ACUSADA, by Gonzalo Tobal. Of course, I’m looking for the Argentine original that must be as good as or even better.

The French film invests in a minimalist atmosphere. The atmosphere is restrained and without great outbursts, passions or grandiose scenes. The drama imposes a deep and deaf pain.

The tragedy of Lise who victimized her best friend is shown in an almost documentary way. As Lise’s mother says in her statement, “Lise was the wrong person in the wrong place, at the wrong time.”

There are really touching moments, like Lise’s final speech.

A particularly interesting aspect is the film’s look at the protagonist’s sexual behavior. The adults’ difficulty in understanding it (and the tendency to condemn it) are very marked. The final allegations of Lise’s lawyer, stating that the judgment is not on Lise’s sex life is very relevant and powerful.

I really liked THE GIRL WITH A BRACELET. I was really excited to see the original film.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.