UM DE NÓS: Western Moderno, Nostálgico e Emotivo Sobre Avós

LET HIM GO, do cineasta Thomas Bezucha é uma história poderosa sobre o que modernamente se convencionou chamar de avosidade. Inteligentemente, o filme – não de graça passado todo em regiões rurais do Estados Unidos – adota a estética do western. Há mocinhos, bandidos, jornadas e códigos de honra. Nem os índios faltaram.

LET HIM GO narra a história de uma casal de rancheiros (ele um cowboy veterano acomodado e quieto, ela uma esposa fascinante e dominadora, ex-domadora de cavalos), ambos impactados para sempre pela morte do único filho em um acidente trágico. O súbito segundo casamento da nora viúva ameaça levar embora o neto querido, única lembrança viva do filho que se foi.

Kevin Costner e Diane Lane estão maravilhosos como o introvertido (a ponto de explodir ex-Xerife) George Blackledge e a amargurada e reativa Margaret Blackledge . Eles são avós do pequeno Jimmy e vão lutar por ele até o fim.

O diretor Bezucha revela uma insuspeitada sensibilidade na forma que escolheu para narrar episódios marcantes na narrativa, como a morte do filho e o sacrifício do cavalo preferido de Margaret. São cenas especialmente tocantes e brilhantemente inseridas na história.

Como é marcante o personagem do índio Peter Dragswolf, um exemplar da pureza e autenticidade do homem não corrompido.

Destaque ainda para a Blanche Weboy (Lesley Manville ótima) como a representante dos bandidos, outro elemento essencial de um western.

LET HIM GO é definitvamente um western. Na história, nos personagens, na ação e nos sentimentos. Trata de amor, saudade, velhice e a relação entre avós e netos.

Um filme que merece (muito) ser visto.

LET HIM GO, by filmmaker Thomas Bezucha is a powerful story about what has been conventionally called “grandparentship”. Cleverly, the film – not for nothing all played in rural parts of the United States – adopts the aesthetics of the western. There are good guys, bad guys, journeys and codes of honor. Not even the Indians were missing.

LET HIM GO tells the story of a rancher couple (he is a quiet and accommodating veteran cowboy, she is a fascinating and dominating wife, a former horse tamer), both of whom are forever impacted by the death of their only son in a tragic accident . The widowed daughter-in-law’s sudden second marriage threatens to take her beloved grandson away, the only living remembrance of her son who is gone.

Kevin Costner and Diane Lane are wonderful as the introvert (about to blow up ex-Sheriff) George Blackledge and the bitter and reactive Margaret Blackledge. They are little Jimmy’s grandparents and will fight for him until the end.

Director Bezucha reveals an unsuspected sensitivity in the way he chose to narrate remarkable episodes in the narrative, such as the death of his son and the sacrifice of Margaret’s favorite horse. They are especially touching scenes and brilliantly inserted in the story.

How remarkable is the character of the Indian Peter Dragswolf, an example of the purity and authenticity of the uncorrupted man.

Also highlight to Blanche Weboy (Lesley Manville great) as the representative of the bandits, another essential element of a western.

LET HIM GO is definitely a western. In the story, in the characters, in the action and in the feelings. It is about love, longing, old age and the relationship between grandparents and grandchildren.

A film that deserves (a lot) to be seen.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.