Desculpe, Mas Isto Não é um Trailer do Filme

Quem lê o CINEMARCO já sabe minha opinião de que fazer um ótimo trailer do filme é uma verdadeira arte.

O desafio de quem edita as cenas do filme é equilibrar entre incluir cenas suficientemente atrativas e importantes da história para despertar uma grande vontade do espectador em ver o filme e não mostrar demais, revelando inadvertidamente elementos do filme que deviam ficar “escondidos” até chegar o momento chave da história.

É difícil ver um ótimo trailer. O ideal é que em seguida à última cena do trailer, você diga “vou ver certo este filme”, ou ainda melhor, “onde acho este filme agora!”

Hoje, com a multiplicidade de serviços de streaming, milhares de filmes de todas as nacionalidade ganharam oportunidade de serem vistos. Há inúmeros casos de sinopses horríveis, que só contém obviedades (tipo o filme ter a palavra “fatal” no título e a sinopse anunciar que uma morte provoca os conflitos entre os personagens), não dizem nada ou estão manifestamente erradas.

Os trailers oferecidos também muitas vezes simplesmente… não são trailers.

São uma cena do filme, não raramente sem qualquer informação sobre o filme, sua trama ou seus personagens.

Uma cena em que o personagem chega em casa, deixa as chaves na mesa, tira o casaco e abre a geladeira para pegar uma cerveja, definitivamente não é um trailer do filme. Ou a protagonista se maquiando diante do espelho ou arrumando um armário. Não cria qualquer vontade de se ver o filme.

Uma cena do filme não é um trailer!

Anyone who reads CINEMARCO already knows my opinion that making a great movie trailer is a real art.

The challenge for those who edit the scenes of the film is to balance between including scenes that are sufficiently attractive and important in the story to arouse a great desire of the viewer to see the film and not show too much, inadvertently revealing elements of the film that should be “hidden” until the key moment in history.

It is difficult to see a great trailer. Ideally, after the last scene in the trailer, you say “for sure I’m going to see this movie”, or even better, “where I find this movie right now!”

Today, with the multiplicity of streaming services, thousands of films of all nationalities have gained the opportunity to be seen. There are countless cases of horrible synopses, which only contain blunders (like the film having the word “fatal” in the title and the synopsis announcing that a death causes conflicts between the characters), say nothing or are manifestly wrong.

The trailers offered are also often simply … not trailers.

They are a scene from the film, often without any information about the film, its plot or its characters.

A scene in which the character comes home, leaves the keys on the table, takes off his coat and opens the fridge to get a beer, it is definitely not a movie trailer. Or the protagonist putting on makeup in front of the mirror or fixing up a closet. It does not create any desire to see the film.

A scene from the movie is not a trailer!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.