THE COURIER: O Que Leva um Grande Ator a Fazer um Filme Tão Ruim?

A resposta só pode ser dinheiro. Seguidamente, a gente se depara com ótimos atores esclados para trabalhar em filmes tão ruins que logo vem à mente a pergunta: “como ele foi se meter neste filme, depois de ler o roteiro?”

É o caso de THE COURIER, filmes dirigido pelo cineasta americano Zackary Adler, estrelado pelo oscarizado (e excepcional ator) Gary Oldman.

Uma jovem ex-militar que se emprega como motoqueira de tele entrega do mercado paralelo em Londres recebe a incumbência de entregar um pacote em um local severamente guardado onde uma testemunha chave no processo crime contra um lorde do crime vai depor por um link de internet.

A encomenda tem um mecanismo para matar todos que estão da sala, mas a motoqueira e o testemunha fogem miraculosamente. Trancados na garagem do prédio, ele têm que enfrentar um grupo de cerca de 20 assassinos treinados até que o FBI, avisado do ocorrido chegue para resgatá-los.

O que já era um enredo sem pé nem cabeça, fica ainda pior porque o diretor resolveu exagerar na violência, mostrando cenas gráficas de cabeças destroçadas, olhos furados e pescoços degolados. Ainda não sabe as lições magistrais de Jonathan Demme em O SILÊNCIO DOS INOCENTES sobre a primazia da violência que não é mostrada explicitamente.

A surpresa do filme é Gary Oldman que desfila recitando frases meio sem sentido, com um tapa-olho em uma mansão em Manhattan, onde aguarda a audiência acompanhado de sua filha (Calli Taylor). A protagonista é a atriz ucraniana Olga Kurylenko, que vem se especializando em filmes de ação pura de qualidade bem duvidosa. . Ainda estão no elenco Dermot Mulroney, Amit Shah e a sueca Alicia Agneson.

Não sei quanto Gary Oldman ganhou para trabalhar em THE COURIER. Mas certamente não se orgulha deste papel.

What makes a great actor to work in a very bad movie? The answer can only be money. Now and then, we meet with great actors cast to work in films so bad that the question immediately comes to mind: “how did he get into this film, after reading the script?”

This is the case with THE COURIER, a film directed by the American filmmaker Zackary Adler, starring the oscarized (and exceptional actor) Gary Oldman.

A young ex-military woman who works as a biker in the parallel market in London is tasked with delivering a package to a severely guarded location where a key witness in the criminal case against a crime lord will testify over an internet link.

The order has a mechanism to kill everyone in the room, but the biker and the witness miraculously flee. Locked in the building’s garage, they has to face a group of about 20 trained killers until the FBI, warned of what has happened, arrives to rescue them.

What was already a plot without any sense, gets even worse because the director decided to exaggerate in the violence, showing graphic scenes of shattered heads, pierced eyes and slit necks. He still doesn’t know Jonathan Demme‘s masterful lessons in SILENCE OF THE LAMBS about the primacy of violence that is not explicitly shown.

The surprise of the film is Gary Oldman, who parades reciting half-hearted phrases, with an eye patch in a Manhattan mansion, where he awaits the audience accompanied by his daughter (Calli Taylor). The protagonist is the Ukrainian actress Olga Kurylenko, who has been specializing in pure action films of very dubious quality. . Still in the cast are Dermot Mulroney, Amit Shah and the Swedish Alicia Agneson.

I don’t know how much Gary Oldman earned to work on THE COURIER. But he is certainly not proud of this role.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.