O JULGAMENTO DE CHRISTINE KEELER: As Entranhas do Escândalo Profumo

Um dos mais rumorosos escândalos políticos de todos os tempos ocorreu na Inglaterra nos anos 60, quando o Ministro da Guerra John Profumo foi obrigado a renunciar diante das revelações de sua amante de 18 anos Christine Keeler nos tablóides sensacionalistas de Londres.

A BBC produziu a série O JULGAMENTO DE CHRISTINE KEELER, mostrando a trama política e policial que houve na Inglaterra para abafar o escândalo e punir os responsáveis. Está na Apple TV+.

Em certo trecho do sexto e último episódio, um advogado diz à protagonista: “Justiça não nada a ver com a verdade.”

A produção da BBC, como sempre, é de altíssima qualidade. A recriação de época é perfeita e o roteiro corta na carne para mostrar que fleugma convive com traições, conchavos e hipocrisia.

A jovem atriz inglesa Sophie Cookson está magnífica como Keeler, assim como Ben Miles como John Profumo. Outro que atua bem demais é James Norton como Stephen Ward, um bon vivant escolhido para bode expiatório.

Um trabalho que se recomenda vivamente, THE TRIAL OF CHRISTINE KEELER mostra que a nobreza britânica quase sempre anda longe dos valores mais nobres da humanidade.

One of the most rumored political scandals of all time occurred in England in the 1960s, when War Minister John Profumo was forced to resign in the face of the sensational revelations of his 18-year-old lover Christine Keeler in the tabloids in London.

The BBC produced the series THE TRIAL OF CHRISTINE KEELER, showing the political and police plot that took place in England to quell the scandal and punish those responsible.

In a part of the sixth and final episode, a lawyer says to the protagonist: “Justice has nothing to do with the truth.”

The BBC’s production, as always, is of the highest quality. The recreation of the time is perfect and the script cuts in the flesh to show that phlegm coexists with betrayals, shells and hypocrisy.

Young English actress Sophie Cookson looks magnificent as Keeler, as does Ben Miles as John Profumo. Another who acts too well is James Norton as Stephen Ward, a bon vivant chosen as a scapegoat.

A work that is strongly recommended, THE TRIAL OF CHRISTINE KEELER shows that the British nobility almost always goes far from the noblest values ​​of humanity.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.