E SUA MÃE TEMBÉM: Vinte Anos do Cult Movie Mexicano

Em 08 de junho de 2001, era lançado o filme mexicano Y TU MAMA TAMBIÉN, dirigido pelo cineasta Alfonso Cuarón, com Maribel Verdú (O LABIRINTO DO FAUNO e OS AMANTES), Gael Garcia Bernal (DIÁRIOS DE MOTOCICLETA) e Diego Luna (ROGUE ONE).

Tenoch e Julio, dois adolescentes conhecem uma mulher mais velha e liberal e com ela embarcam em uma road trip pelo interior do País, regada a sexo, drogas e música.

O filme foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro, ao BAFTA de Roteiro e Filme Estrangeiro e seis MTV Movie Awards, uma mostra da extraordinária popularidade do filme entre os jovens.

A trilha sonora tinha Frank Zappa, Natalie Imbruglia, Brian Eno, Eagle Eye Cherry e muitos outros. Era um hit atrás do outro.

Os três protagonistas estão extraordinários no filme. Mas acho que Maribel Verdú fez o maior trabalho de sua vida. Sua Luísa Cortés é sensual, complexa, doente, angustiada, apaixonada, viva, linda e apaixonante.

Cuarón teve, entre outros, o mérito de filmar com um estilo naturalista. Nada de cenas preocupadas em cobrir os corpos dos atores. As cenas de sexo são incrivelmente reais e bonitas.

Depois deste sucesso espetacular, Cuarón se firmou como um dos maiores cineastas da atualidade, com os hits GRAVIDADE e ROMA. Ganhou dois Oscars em cada um deles.

Y TU MAMÁ TAMBIÉN merecidamente se tornou um exemplar cult movie. Onde é exibido tem uma legião de fãs apaixonados. Como os personagens do filme.

On June 8, 2001, the Mexican film Y TU MAMA TAMBIÉN was released, directed by filmmaker Alfonso Cuarón, with Maribel Verdú (PAN’S LABYRINTH and THE LOVERS), Gael Garcia Bernal (MOTORCYCLE DIARY) and Diego Luna (ROGUE ONE).

Tenoch and Julio, two teenagers meet an older, liberal woman and with her they embark on a road trip through the interior of the country, filled with sex, drugs and music.

The film was nominated for an Oscar for Best Screenplay, a BAFTA for Screenplay and Foreign Film, and six MTV Movie Awards, an evidence of the film’s extraordinary popularity among young people.

The soundtrack had Frank Zappa, Natalie Imbruglia, Brian Eno, Eagle Eye Cherry and many others. It was one hit after another.

The three protagonists are extraordinary in the film. But I think Maribel Verdú has done her greatest life’s work. Her Luísa Cortés is sensual, complex, sick, anguished, passionate, alive, beautiful and passionate.

Cuarón had, among others, the merit of filming with a naturalistic style. No scenes concerned with covering the actors’ bodies. The sex scenes are incredibly real and beautiful.

After this spectacular success, Cuarón established himself as one of the greatest filmmakers of today, with the hits GRAVITY and ROMA. He won two Oscars in each of them.

Y TU MAMÁ TAMBIÉN has deservedly become a cult movie. Wherever it is displayed it has a legion of passionate fans. Like the characters in the movie.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.