DESAPARECIDO PARA SEMPRE: Harlan Coben Volta em Complexa Trama Francesa Sobre o Passado

A NETFLIX lançou neste final de semana mais um produto audiovisual resultado de seu contrato com o escritor americano Harlan Coben. Os livros escritor por Coben (nascido em Nova Jersey) têm sistematicamente virado filmes ou séries de grande sucesso. TELL NO ONE, FIVE, SAFE, JUST UN REGARD, THE STRANGE são apenas alguns deles.

O nome de Coben associado à trama já indica sucesso. São histórias complicadas, cheias de idas e vindas, pessoas desaparecidas, passados nebulosos, amores e traições exacerbados e muitos personagens fascinantes.

GONE FOR GOOD (DISPARU À JAMAIS) não foge à receita cobeniana. Um jovem trabalhador social francês é assombrado por uma noite de seu passado quando a esposa e o irmão dele foram assassinados num tiroteio nunca esclarecido.

Anos depois, ele se apaixona por uma colega de trabalho que simplesmente desaparece no dia do funeral de sua mãe. À medida em que o protagonista busca por sua amada, começa a ver que o caso atual tem estreitas relações com a noite que mudou sua vida.

A multiplicidade de personagens, os sucessivos flashbacks (embora claramente indicados por um letreiro no início de cada cena, o uso de nomes iguais para personagens diferentes e a ideia de ter uma atriz vivendo dois personagens complicaram ainda mais a história. É um desafio para o espectador manter a atenção alta exigida pelo enredo.

O inglês Finnegan Oldfield vive o protagonista Guillaume. Nicolas Duvauchelle é seu irmão Fred. A francesa Nailia Harzoune é Judith, a atual namorada desparecida. A parisiense Garance Marilier vive Sonia, a esposa morta.

Também como é comum no universo Cobeniano, no final a história fecha direitinho e a gente entende tudo o que tinha ficado para trás.

Isto dá uma sensação de satisfação ao espectador que ficou prestando atenção na trama durante os cinco movimentados episódios. Mesmo sem ser o melhor Coben, GONE FOR GOOD é uma história cheia de interesse.

NETFLIX this weekend launched another audiovisual product resulting from its contract with American writer Harlan Coben. The books written by Coben (born in New Jersey) have systematically become blockbuster movies or series. TELL NO ONE, FIVE, SAFE, JUST UN REGARD, THE STRANGE are just a few of them.

Coben’s name associated with the plot already indicates success. They are complicated stories, full of comings and goings, missing people, hazy pasts, exacerbated loves and betrayals and many fascinating characters.

GONE FOR GOOD is no exception to the Cobenian recipe. A young French social worker is haunted by a night from his past when his wife and brother were murdered in an unsolved shootout.

Years later, he falls in love with a co-worker who simply disappears on the day of his mother’s funeral. As the protagonist searches for his beloved, he begins to see that the current case is closely related to the night that changed his life.

The multiplicity of characters, the successive flashbacks (although clearly indicated by a sign at the beginning of each scene), the use of the same names for different characters, and the idea of ​​having an actress playing two characters) further complicated the story. challenge for the viewer to maintain the high attention required by the plot.

The English Finnegan Oldfield plays the protagonist Guillaume. Nicolas Duvauchelle is his brother Fred. French Nailia Harzoune is Judith, the current missing girlfriend. Parisian Garance Marilier lives Sonia, his dead wife.

Also, as is common in the Cobenian universe, in the end the story closes nicely and we understand everything that was left behind.

This gives a feeling of satisfaction to the viewer who has been paying attention to the plot during the five eventful episodes. Even without being the best Coben, GONE FOR GOOD is a story full of interest.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.