O GRITO DE WILHELM

O CONVIDADO DE HOJE DO CINEMARCO É MEU AMIGO E CINÉFILO ISAAC MENDA.

O homem devorado por um crocodilo em Indiana Jones. A multidão que foge do leão Alex na animação Madagascar. Os policiais mortos em Cães de Aluguel. Sabe o que eles têm em comum? Todos emitem exatamente o mesmo som: “Aaaaaaagh!”.

Trata-se de um grito esganiçado que você provavelmente já ouviu.

Trata- se do Wilhelm Scream (Grito de Wilhelm), um som que aparece em centenas de filmes. Ele surgiu no faroeste Tambores Distantes (Distant Drums), de 1951 e ganhou seu nome dois anos depois no filme Investida de Bárbaros, em que um dos personagens, Wilhelm, emite esse som ao tomar uma flechada.

O ressurgimento do efeito deu-se por conta do técnico de som cinematográfico Ben Burtt, que redescobriu a gravação original (em uma fita marcada como “homem sendo devorado por um crocodilo”) e a incorporou em 1977 em uma cena no primeiro filme da série Star Wars – Episódio IV, quando Luke Skylwalker atira em um stormtrooper que grita enquanto cai.

De lá para cá foram mais de 200 aparições. A mais recente foi em Bastardos Inglórios, de 2009. O som também está presente em games como Red Dead Redemption e GTA.

Embora a identidade do indivíduo que gravou o efeito (na verdade de uma série de seis) seja desconhecida, Burtt reuniu documentos que sugerem que a gravação pode ter sido feita pelo cantor Sheb Wooley, um dos atores de Distant Drums.

Burtt renomeou o efeito inspirado no “Soldado Wilhelm”, um personagem secundário que emitiu o mesmo grito no filme The Charge at Feather River, de 1954. Burtt passou então a incorporar o efeito em outros filmes que trabalhou, incluindo a maioria dos projetos envolvendo George Lucas e/ou Steven Spielberg. Outros técnicos de som também adotaram o efeito, e sua inclusão em filmes se tornou uma tradição entre a classe cinematográfica.

O grito Wilhelm dominou o cinema por um motivo técnico. O áudio dos filmes geralmente é regravado em estúdio, pois no set de filmagem há muito barulho.

E, alguns dos sons produzidos no estúdio, como gritos, acabam reaproveitados em vários outros filmes.

Segundo Carlos de la Riva, mixador que trabalhou em Star Wars, o grito não é como como música que tem direitos autorais. Eles podem ser reutilizados à vontade.

Aaaaaaagh!!!!!

TODAY’S CINEMARCO GUEST IS MY FRIEND AND CINEPHILE ISAAC MENDA.

The man devoured by a crocodile in Indiana Jones. The crowd fleeing from the lion Alex in the Madagascar animation. Policemen killed in Rent Dogs. Do you know what they have in common? They all make the exact same sound: “Aaaaaaagh!”.

This is a high-pitched scream that you’ve probably heard.

This is the Wilhelm Scream, a sound that appears in hundreds of movies. It appeared in the western 1951, Distant Drums and was named two years later in the film THE CHARGE AT FEATHER RIVER, in which one of the characters, Wilhelm, makes this sound when he is hurt by an arrow.

The resurgence of the effect was due to the cinematographic sound technician Ben Burtt, who rediscovered the original recording (on a tape marked “man being devoured by a crocodile”) and incorporated it in 1977 in a scene in the first Star Wars movie series – Episode IV, when Luke Skylwalker shoots a stormtrooper that screams as it falls.

Since then there have been more than 200 apparitions. The most recent was in INGLORIOUS BASTERDS (2009). The sound is also present in games like Red Dead Redemption and GTA.

Although the identity of the individual who recorded the effect (actually a series of six) is unknown, Burtt has compiled documents that suggest the recording may have been made by singer Sheb Wooley, one of the actors in Distant Drums.

Burtt renamed the effect after “Soldier Wilhelm“, a supporting character who emitted the same cry in the 1954 film The Charge at Feather River. Burtt then incorporated the effect into other films he worked on, including most projects involvingprojects involving George Lucas and/or Steven Spielberg. Other sound technicians have adopted the effect as well, and its inclusion in films has become a tradition among the film class.

The Wilhelm scream dominated the cinema for a technical reason. The audio of films is usually re-recorded in the studio, as there is a lot of noise on the film set.

And some of the sounds produced in the studio, such as screams, end up reused in several other films.

According to Carlos de la Riva, a mixer who worked on Star Wars, the scream is not like copyrighted music. They can be reused at will.

Aaaaaaagh!!!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.