AS AGENTES 355: A Falta que Faz um Bom Diretor

Como é que alguém consegue fazer um filme ruim tendo recursos ilimitados e um quarteto de atrizes como Jessica Chastain, Penélope Cruz, Diane Kruger e Lupita Nyong’o? O limitado cineasta britânico Simon Kimberg mostra isto com louvor. AS AGENTES 355 é um filme bem ruinzinho.

O produtor e diretor Kimberg já tinha ido muito mal em A FÊNIX NEGRA, certamente o pior filme da franquia X-MEN. Agora não resta dúvida de que ele deve se dedicar à produção unicamente.

São quatro atrizes e mulheres notáveis. Elas juntas têm 2 Oscars e um bando de indicações além de prêmios internacionais em uma lista sem fim.

Aqui elas vivem quatro mulheres que são juntadas pelo acaso quando os respectivos serviços secretos as colocam atrás de um drive de computador que consegue hackear todos os servidores do mundo. Nunca fica claro que fez o drive e como? O filho do traficante colombiano que é morto 30 segundos depois que entra em cena certamente não foi.

Tudo na história é mal amarrado e mal pensado. A psicóloga mexicana vivida por Penélope Cruz (que supostamente é para ser o alívio cômico do filme) é uma personagem que nunca funciona.

Os homens do filme, então são todos rasos e superficiais. Sebastian Stan (o Soldado invernal), Edgar Ramirez, John Douglas Thompson fazem personagens muito fracos e cujas intenções e jogos duplos ficam evidentes muito antes de serem reveladas.

O filme é um desperdício só. Dá pena ver as quatro tentando salvar um filme perdido.

Enfim, THE 355 é um filme ruim. Simples assim.

How does one manage to make a bad movie with unlimited resources and a quartet of actresses like Jessica Chastain, Penélope Cruz, Diane Kruger and Lupita Nyong’o? The limited British filmmaker Simon Kimberg shows this with praise. THE 355 is a pretty bad movie.

Producer and director Kimberg had already done badly in THE DARK PHOENIX, certainly the worst film in the X-MEN franchise. Now there is no doubt that he must dedicate himself to production only.

These are four notable actresses and women. They together have 2 Oscars and a bevy of nominations as well as international awards in an endless list.

Here they live four women who are brought together by chance when their respective secret services put them behind a computer drive that manages to hack all the servers in the world. It’s never clear who made the drive and how? The son of the Colombian drug lord who is killed 30 seconds after he enters the scene certainly wasn’t.

Everything in the story is poorly tied together and poorly thought out. The Mexican psychologist played by Penélope Cruz (who is supposed to be the film’s comic relief) is a character that never works.

The men in the movie, so they’re all shallow and shallow. Sebastian Stan (The Winter Soldier), Edgar Ramirez, John Douglas Thompson play very weak characters whose intentions and double-play are evident long before they are revealed.

The film is just a waste. It’s a shame to see the four of them trying to save a lost movie.

All in all, THE 355 is a bad movie. Simple as that.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.