CYRANO: Um Conto de Fadas do Mundo Real

HOJE O CINEMARCO TEM UMA CONVIDADA MUITO ESPECIAL. LAURA MEDEIROS, ALUNA DO CURSO DE CINEMA DA NYFA – NEW YORK FILM ACADEMY, EM LOS ANGELES, ESCREVE SOBRE CYRANO, DE JOE WRIGHT.

Cyrano é o novo filme dirigido por Joe Wright no qual é baseado na peça musical de mesmo nome, criada por Erica Schmidt em 2018, no qual se baseia na peça de 1897 Cyrano de Bergerac , escrita por Edmond Rostand. 

Para aqueles não familiarizados, o filme conta a história de Cyrano, um homem de muitos talentos – sendo um mestre em duelos e em poesia. Entretanto, por ser um homem de um físico pouco admirável, este duvida de si mesmo e portanto nunca encontra coragem para declarar seu amor para Roxane.

Entretanto, sua vida muda quando Roxane e um jovem soldado chamado Christian, se apaixonam. E embora Christian tenha a beleza que Cyrano não tem, ele carece do talento da poesia. Cyrano então se oferece para escrever as cartas do soldado destinadas a Roxane, e assim encontra uma maneira de expressar seus sentimentos a sua amada.

O filme nos apresenta com lindos cenários e figurinos, que nos transporta para uma versão mais realista do que pode ser considerado um conto de fadas do mundo real. E vale ressaltar que este filme é sim um musical. Pessoalmente, vi no cinema muitas pessoas surpresas de que este filme contém músicas. Muitas delas acreditam que o trailer não deixou claro o suficiente que se tratava de um filme do gênero. 

Mas para mim, isso só faz o filme melhor.

Músicas como Someone To Say e Wherever I Fall são minhas favoritas e chega a dar pena em não ver nenhuma indicação delas na categoria de melhor música original nos Oscars deste ano.

Mas o que vale mais a pena admirar neste filme é a atuação de Peter Dinklage como Cyrano. Já conhecido como uma das principais estrelas de Game of Thrones, Dinklage agora nos apresenta o quanto a sua atuação se estende a diferentes gêneros de filmes e contextos.  

Entretanto, vale ressaltar que sua voz não é a melhor para musicais e, infelizmente, isso acaba distraindo um pouco da experiência de ver o filme. Contudo, a paixão que Dinklage coloca em seu personagem traz o peso emocional necessário para que o público que assiste o filme acredite na genuinidade das emoções de Cyrano.

É uma pena que este filme não recebeu uma atenção maior em premiações e em audiências. Definitivamente, é um lindo filme de se ver. E embora tenha seus pontos fracos, sua atuação e suas músicas são fatores o suficiente para que todo mundo dê a este filme uma chance.

TODAY CINEMARCO HAS A VERY SPECIAL GUEST. LAURA MEDEIROS, STUDENT AT THE NYFA IN LOS ANGELES, WRITES ABOUT JOE WRIGHT’S CYRANO.

Cyrano is the new film directed by Joe Wright which is based on the musical play of the same name, created by Erica Schmidt in 2018, which is based on the 1897 play Cyrano de Bergerac, written by Edmond Rostand.

For those unfamiliar, the film tells the story of Cyrano, a man of many talents – being a master of duels and of poetry. However, being a man of an unremarkable physique, he doubts himself and therefore never finds the courage to declare his love for Roxane.

However, her life changes when Roxane and a young soldier named Christian fall in love. And while Christian has the beauty that Cyrano lacks, he lacks the talent for poetry. Cyrano then offers to write the soldier’s letters intended for Roxane, and thus finds a way to express his feelings to his beloved.

The film presents us with beautiful sets and costumes, which transport us to a more realistic version of what can be considered a real-world fairy tale. And it is worth mentioning that this film is indeed a musical. Personally, I’ve seen many people at the cinema surprised that this movie contains music. Many of them believe that the trailer did not make it clear enough that it was a film of the genre.

But to me, that just makes the movie better. Songs like Someone To Say and Wherever I Fall are my favorites and it’s a shame not to see any nominations for best original song at this year’s Oscars.

But what is most worth admiring in this film is Peter Dinklage’s performance as Cyrano. Already known as one of the main stars of Game of Thrones, Dinklage now shows us how much his acting extends to different movie genres and contexts.

However, it is worth mentioning that his voice is not the best for musicals and, unfortunately, this ends up distracting a little from the experience of watching the movie. The passion that Dinklage puts into his character brings the emotional weight necessary for the audience who sees the film to believe in the genuineness of Cyrano’s emotions.

It’s a shame that this film didn’t receive more attention at awards and audiences. It is definitely a beautiful movie to watch. And while it has its weaknesses, its acting and its music are factors enough for everyone to give this movie a chance.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.