OS AMORES DE ANAÏS: Comédia Dramática Francesa Promete Diversão e Romance

Estreou nos Estados Unidos com ótima repercussão para um filme estrangeiro, a comédia dramática OS AMORES DE ANAÏS ( LES AMOURS D’ANAÏS), dirigido pela atriz e cineasta Charline Bourgeois -Tacquet.

Anaïs é um jovem francesa que inicia o filme sendo deixada por seu namorado. Pouco tempo depois, ela conhece o marido de uma escritora que ela admira muito. Durante o affair com ele, ela se interessa por conhecer a escritora.

A partir daí se desenvolve uma história romântica que se anuncia engraçada e cheia de surpresas.

Anaïs Demoustier vive Anaïs. A ótima Valeria Bruni Tedeschi interpreta Emile, a escritora.

A crítica do THE NEW YORK TIMES, Manohla Dargis, escreveu sobre o filme: “Mas enquanto uma mulher simpática está bem na vida (ou pelo que ouvi), na ficção ela pode ficar chata muito rápido. Anaïs não é chata; ela é adorável. E enquanto a beleza é seu atributo mais óbvio, ela tem uma mente afiada, uma língua impertinente e, crucialmente, o anseio incerto e incipiente que chama a atenção, alimenta a imaginação e há muito alimenta missões heróicas. Ela é, em outras palavras, um ser humano do século 21 que, ao se encontrar em seus próprios termos teimosos, singulares, inquietos, abandonou o roteiro usual sobre homens, mulheres, prazer e desejo. E enquanto assistir Anaïs é às vezes se incomodar com ela, sim, conhecê-la de verdade é amá-la.”

Acho que OS AMORES DE ANAÏS vai ser bastante interessante.

Debuted in the United States with great repercussion for a foreign film, the dramatic comedy THE LOVES OF ANAÏS (LES AMOURS D’ANAÏS), directed by actress and filmmaker Charline Bourgeois -Tacquet.

Anaïs is a young French woman who starts the film being dumped by her boyfriend. Shortly thereafter, she meets the husband of a writer whom she greatly admires. During the affair with him, she becomes interested in meeting the writer.

From there, a romantic story develops that is announced as funny and full of surprises.

Anaïs Demoustier lives Anaïs. The great Valeria Bruni Tedeschi plays Emile, the writer.

THE NEW YORK TIMES critic Manohla Dargis wrote of the film: “But while a likable woman is fine in life (or so I’ve heard), in fiction she can get dull awfully fast. Anaïs isn’t boring; she’s lovely. And while beauty is her most obvious attribute, she has a sharp mind, an impertinent tongue and, crucially, the unsettled, inchoate yearning that draws the eye, stokes the imagination and has long fueled heroic quests. She is, in other words, a 21st-century human being who, in finding herself on her own stubborn, singular, unquiet terms, has ditched the usual script about men, women, pleasure and desire. And while to watch Anaïs is to be sometimes annoyed by her, yes, to truly know her is to love her..”

I think THE LOVES OF ANAÏS will be quite interesting

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.