LAURENCE OLIVIER: Certamente um dos Maiores

Hoje seria o aniversário de um dos maiores atores da história: Sir Laurence Olivier.

Nascido em Surrey, Inglaterra, Olivier teve 11 indicações ao Oscar tendo ganho apenas um (HAMLET) e dois honorários por sua carreira extraordinária.

Seus trabalhos com a obra de William Shakespeare são antológicos. Levaram o escritor Charles Bennett a dizer que “Olivier é a única pessoas que diz as falas shakespearianas com tal naturalidade que parecem que ele está realmente pensando aquilo.”

Eu vi – na ocasião de seu lançamento – os últimos trabalhos de Laurence Olivier no cinema. Lembro de ter me marcado o nazista que tortura Dustin Hoffman em MARATONA DA MORTE ou o velhinho simpático que leva os apaixonados Diane Lane e Thelonious Bernard para se beijarem na Ponte dos Suspiros em Veneza em O PEQUENO ROMANCE.

Claro que os maiores trabalhos de Laurence Olivier são anteriores.

Ele fez um Professor Moriarty soberbo em A SOLUÇÃO SETE POR CENTO. Trabalhou de forma notável em REBECCA, de Alfred Hitchcock.

SLEUTH, UNCLE VANYA, RICARDO III, HAMLET, HENRY V, O MORRO DOS VENTOS UIVANTES, todos textos clássicos que ganharam ainda uma dimensão mais sublime pela arte de Laurence Olivier.

Ah, tenho ainda mais uma lembrança deste ator superior: o odioso Crassus da obra prima de Stanley Kubrick, SPARTACUS. Ainda adolescente vi Olivier dar outro show criando um personagem complexo e cheios de ambiguidades, que perseguia tenazmente o heróico escravo que lutava contra Roma.

Era um gênio na arte de interpretar.

Today would be the birthday of one of the greatest actors in history: Sir Laurence Olivier.

Born in Surrey, England, Olivier has 11 Academy Award nominations having won just one (HAMLET) and two honorary awards for his extraordinary career.

His movies (and plays) with the work of William Shakespeare are anthological. They led writer Charles Bennett to say that “Olivier is the only person who says Shakespearean lines with such ease that it sounds like he’s actually thinking it.”

I saw – on the occasion of its release – Laurence Olivier‘s latest works in cinema. I remember tagging myself the Nazi who tortures Dustin Hoffman in MARATHON MAN or the nice old man who takes the young lovers Diane Lane and Thelonious Bernard to kiss under the Bridge of Sighs in Venice in THE LITTLE ROMANCE.

Of course Laurence Olivier’s greatest works are earlier.

He made a superb Professor Moriarty in THE SEVEN PERCENT SOLUTION. He notably worked on Alfred Hitchcock’s REBECCA.

SLEUTH, UNCLE VANYA, RICHARD III, HAMLET, HENRY V, Wuthering Heights, all classic texts that have gained an even more sublime dimension through the art of Laurence Olivier.

Oh, I have yet another memory of this superior actor: the odious Crassus from Stanley Kubrick‘s masterpiece SPARTACUS. As a teenager I saw Olivier give another show creating a complex and ambiguous character, who tenaciously pursued the heroic slave who fought against Rome.

He was a genius in the art of acting.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.