FOME DE VIVER: Clube de Cinema Exibe um dos Filmes de Terror Mais Maravilhosos do Cinema

O Clube de Cinema de Porto Alegre vai mostrar, no próximo sábado, dia 24/9/2022, no Cine Santander o cult movie FOME DE VIVER (THE HUNGER), que o falecido cineasta Tony Scott fez em 1983.

Trata-se de um filmaço. Um terror chic como poucas vezes o cinema fez.

Lady Miriam (Catherine Deneuve) uma vampira egípcia vê John (David Bowie) entrar no processo de envelhecimento e morte que sofreram todos os parceiros dela depois de décadas juntos. Ao tomar contato com estudos sobre sangue feitos por uma médica (Susan Sarandon), Miriam a procura para tentar resolver o problema. Paralelamente, a Polícia, através do Detetive Allegrezza (Dan Hedaya) investiga um aumento da morte de jovens nas proximidades da residência do casal.

A primeira vez que vi THE HUNGER foi em uma pré-estréia feita em um cinema em São Paulo, numa sessão da meia noite, como era apropriado a um filme de vampiros.

Saí do cinema deslumbrado. O visual do filme de Tony Scott é arrebatador. Poucas vezes vi uma cenografia como a de Brain Morris ou a fotografia (belíssima) de Stephen Goldblatt.

Tony Scott, irmão de Ridley Scott já tinha carreira como diretor de clips musicais e anúncios publicitários e levou a estética para a tela grande.

Não sei dizer qual dos três protagonistas fez um trabalho melhor. Catherine Deneuve estava no auge de sua beleza (quando não?); David Bowie seguia sendo o camaleão de sempre. E uma jovem Susan Sarandon foi incrível como a Doutora Sarah Roberts.

A cena entre Lady Miriam e Sarah Roberts, com o vinho manchando a camiseta da médica é de uma sensualidade raras vezes igualada.

THE HUNGER é, para mim, um dos filmes de terror mais estilosos e bonitos que vi.

The Clube de Cinema de Porto Alegre will show, next Saturday, 9/24/2022, at Cine Santander the cult movie THE HUNGER, which the late filmmaker Tony Scott made in 1983.

It is a film. A chic horror like few times the cinema has done.

Lady Miriam (Catherine Deneuve) an Egyptian vampire sees John (David Bowie) enter the process of aging and death that all her partners have suffered after decades together. When she comes into contact with blood studies done by a doctor (Susan Sarandon), Miriam looks for her to try to solve the problem. At the same time, the Police, through Detective Allegrezza (Dan Hedaya) are investigating an increase in the death of young people in the vicinity of the couple’s residence.

The first time I saw THE HUNGER was at a preview in a movie theater in São Paulo, at a midnight session, as befits a vampire movie.

I left the movie dazzled. The look of Tony Scott’s film is breathtaking. I have rarely seen a scenography like Brain Morris‘s or Stephen Goldblatt‘s (beautiful) photography.

Tony Scott, brother of Ridley Scott already had a career as a director of music videos and commercials and took the aesthetic to the big screen.

I can’t say which of the three protagonists did a better job. Catherine Deneuve was at the height of her beauty (when not?); David Bowie was still the usual chameleon. And a young Susan Sarandon was amazing as Doctor Sarah Roberts.

The scene between Lady Miriam and Sarah Roberts, with the wine staining the doctor’s shirt, has a sensuality rarely matched.

THE HUNGER is, for me, one of the most stylish and beautiful horror movies I’ve seen.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.