SHE-HULK: ATTORNEY AT LAW – O Jeito MARVEL de Fazer Comédia

Vi neste final de semana mais três capítulos da série SHE-HULK: ATTORNEY AT LAW.

A série assumiu sem qualquer reserva ser uma comédia. A MARVEL não tinha ainda mostrado seu jeito de fazer humor. Volta e meia nos filmes da MARVEL há excelentes tiradas de humor, até como forma de quebrar o ritmo das aventuras. Mas um comédia total ainda não tinha vindo à luz.

SHE-HULK percorre este caminho.

A atriz Tatiana Maslany está bem à vontade como a mulher que é contaminada pelo sangue do HULK (Marc Ruffalo) e vira uma HULK feminina.

O maior foco da sátira da série são os filmes de advogados e tribunais tão comuns no cinema americano atual.

Para quem quiser dar umas risadas descomprometidas, SHE-HULK tem ótimas piadas.

This weekend I saw three more chapters of the SHE-HULK : ATTORNEY AT LAW.

The series assumed without any reservations to be a comedy. MARVEL hadn’t yet shown its way of making humor. Every now and then in MARVEL’s films there are excellent comic strips, even as a way to break the rhythm of the adventures. But a total comedy had not yet come to light.

SHE-HULK walks this path.

Actress Tatiana Maslany is quite comfortable as the woman who is contaminated by the blood of the HULK (Marc Ruffalo) and becomes a female HULK.

The main focus of the series’ satire is the lawyer and courtroom films so common in American cinema today.

For those who want to have some uncompromising laughs, SHE-HULK has some great jokes.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.