O PERDÃO: Jessica Chastain e Ralph Fiennes Brilham em Drama no Marrocos

Ontem vi no HULU, o drama THE FORGIVEN, dirigido pelo cineasta inglês John Michael McDonagh, a partir de um livro de Lawrence Osbourne.

Um casal em crise vai para o meio do deserto no Marrocos para participar de uma festa que amigos milionários vão fazer na mansão de um deles encravada no meio do deserto. Pouco antes de chegar lá, já embriagados e com pressa de chegar, atropelam e matam um jovem que aparece na estrada para lhes oferecer um fóssil que lhe renderia alguns Euros.

O menino vem a ser o filho único de um líder local. O pai, ao saber do acidente, vai até a mansão e, além de requisitar o corpo do filho, impõe que o estrangeiro que o matou venha com ele para ser perdoado ou executado, segundo os costumes locais.

A trama é bem fora do usual. O tempo todo opõe a opulência da festa dos milionários, regada a champagne francês e cocaína, e a realidade da população local que causou o acidente fatal.

Ralph Fiennes e Jessica Chastain, dois dos melhores atores da atualidade sustentam os papéis de David e Jo Henninger. É uma delícia ver dois ótimos atores com personagens densos e cheios de nuances. Matt Smith, Alex Jennings, Caleb Landry Jones, Christopher Abbott, Marie-Josée Croze, Abbey Lee e Fiona O’Shaughnessy são os ricos no deserto. Mas o papel de destaque fica com Ismael Kanater, como o pai enlutado. Outro trabalho de interpretação impecável.

Haverá a possibilidade de perdão para David? O casamento dele e Jo tem chance de seguir? Até quando os amigos seguirão promovendo festas suntuosas ao lado de tanta pobreza?

THE FORGIVEN é um drama duro e sem concessões. Corta fundo na análise social que faz. Por isso, não é um filme fácil.

Mas, sem dúvida é um filme que vale muito a pena ver.

Yesterday I saw the drama THE FORGIVEN on HULU, directed by the English filmmaker John Michael McDonagh, based on a book by Lawrence Osbourne.

A couple in crisis goes to the middle of the desert in Morocco to attend a party that millionaire friends are going to throw at the mansion of one of them stuck in the middle of the desert. Shortly before arriving there, already drunk and in a hurry to get there, they run over and kill a young man who appears on the road to offer them a fossil that would earn him a few Euros.

The boy turns out to be the only child of a local leader. The father, upon learning of the accident, goes to the mansion and, in addition to requesting his son’s body, demands that the foreigner who killed him come with him to be pardoned or executed, according to local customs.

The plot is quite unusual. The whole time he opposes the opulence of the millionaires’ party, washed down with French champagne and cocaine, and the reality of the local population that caused the fatal accident.

Ralph Fiennes and Jessica Chastain, two of today’s best actors, sustain the roles of David and Jo Henninger. It’s a delight to see two great actors with dense and nuanced characters. Matt Smith, Alex Jennings, Caleb Landry Jones, Christopher Abbott, Marie-Josée Croze, Abbey Lee and Fiona O’Shaughnessy are the desert rich. But the prominent role goes to Ismael Kanater, as the bereaved father. Another impeccable interpretation work.

Will there be a possibility of pardon for David? Does his and Jo’s marriage have a chance of going ahead? How long will friends continue to promote sumptuous parties alongside so much poverty?

THE FORGIVEN is a tough, no easy solutions drama. It cuts deep into the social analysis it does. Therefore, it is not an easy film.

But, without a doubt, it is a film worth seeing.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.