CODINOME BANSHEE: Tiros Demais e Roteiro de Menos

CODENAME BANSHEE é um thriller dirigido pelo californiano Jon Keeyes, disponível no HULU.

Jaime King faz a assassina da CIA, de codinome Banshee. Em meio a uma missão ela descobre que a Agência “rifou” a cabeça de seu mentor, o aposentado assassino Caleb (Antonio Banderas). Resolve ir em defesa de seu inspirador.

O roteiro é completamente sem pé nem cabeça. É apenas uma sequência de cenas de tiroteios, com armas de alta tecnologia.

Nada é (ou precisa ser) muito explicado. E logo vem outra sequência de tiros e explosões.

No final, inevitavelmente, um exército de pistoleiro com péssima mira (somente atingem o ombro dos mocinhos), liderado pelo vilão Tommy Flanagan parte para o tiroteio final.

Tudo previsível demais.

CODENAME BANSHEE is a thriller directed by Californian Jon Keeyes, available on HULU.

Jaime King plays the female CIA assassin, codenamed Banshee. In the midst of a mission, she discovers that the Agency “raffled off” the head of her mentor, the retired assassin Caleb (Antonio Banderas). She resolves to go to the defense of her inspirer.

The script is completely pointless. It’s just a sequence of shooting scenes, with high-tech weapons.

Nothing is (or needs to be) explained much. And then comes another sequence of shots and explosions.

In the end, inevitably, an army of gunslingers with terrible aim (they only hit the shoulder of the good guys), led by the villain Tommy Flanagan leaves for the final shootout.

All too predictable.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.