THE WHITE LOTUS – Final da Segunda Temporada Tem Morte, Sexo e Traições a Granel

Nesta noite de domingo, a HBO exibiu o sétimo e último capítulo da segunda temporada de THE WHITE LOTUS. Reitero que, para mim, essa segunda temporada foi bem superior a primeira, por inúmeros motivos.

Este sétimo capítulo reforçou que os produtores da série estão decididos a retratar um mundo onde as relações interpessoais se baseiam no egoísmo, traições, mentiras, enganos e muito pouca sinceridade.

Todos mentem para todos o tempo todo. E conseguem viver juntos desde que os ambientes sejam paradisíacos como um resort de luxo na costa da Sicília.

Além de ter um cenário muito mais atrativo que a primeira temporada, esta segunda teve personagens mais desafiadores e interessantes. As duas prostitutas italianas que circulavam livremente no hotel, se envolvendo com hóspedes e funcionários deram um tom alegre e farsesco à série. Lucia (Simona Tabasco) e Mia (Beatrice Grannò) talvez fossem as mais honestas do local. Todo mundo – mesmo os que se deixavam enganar por elas – sabia qual o jogo que as duas faziam. Sedução por euros.

Os dois casais milennium que vão juntos para a Sicília representaram bem o modelo em que se baseiam. Aparências, curtições, agendas próprias e sexo sem culpa. Quando é interesse próprio, vale tudo. Harper (Aubrey Plaza) e Daphne (Meghann Fahy) souberam assumir o controle das coisas para manter os maridos devidamente enquadrados. Brindes à vida e à amizade, com champagne, são seus textos, não importa em que contexto.

O mais interessante, na miha visão, foram o avô, pai e filho que foram à Sicília resgatar parentescos antigos e cicatrizar relações familiares. Bert di Grasso (F. Murray Abraham), Dominic di Grasso (Michael Imperioli) e Albie di Grasso (Adam diMarco) proporcionaram a grande cena dessa temporada, quando vão visitar uma locação original onde foi filmada uma cena de THE GODFATHER. Momento de puro encantamento cinéfilo. Mesmo que os supostos parentes tenham lhes dado um corridão.

THE WHITE LOTUS segue tendo um grande mérito. Os produtores não têm pudor de ir fundo nas cenas mais contundentes da trama. Sexo, morte e drogas são mostrados sem filtros.

Já se anunciou que haverá uma terceira temporada com gente bonita em outro lugar paradisíaco Ilhas Maldivas?). O Instagram e nós, divertidos pela série, agradecemos.

This Sunday night, HBO aired the seventh and final chapter of the second season of THE WHITE LOTUS. I reiterate that, for me, this second season was much better than the first, for many reasons.

This seventh chapter reinforced that the series producers are determined to portray a world where interpersonal relationships are based on selfishness, betrayals, lies, deceit and very little sincerity.

Everyone lies to everyone all the time. And they manage to live together as long as the environments are paradisiacal, like a luxury resort on the coast of Sicily.

In addition to having a much more attractive setting than the first season, this second season had more challenging and interesting characters. The two Italian prostitutes who circulated freely in the hotel, getting involved with guests and employees, gave a cheerful and farcical tone to the series. Lucia (Simona Tabasco) and Mia (Beatrice Grannò) were perhaps the most honest people around. Everyone – even those who let themselves be fooled by them – knew what game the two girls were playing. Seduction by euros.

The two millennium couples who go to Sicily together well represent the model they are based on. Looks, likes, own agendas and guilt-free sex. When it’s self-interest, anything goes. Harper (Aubrey Plaza) and Daphne (Meghann Fahy) knew how to take control of things to keep their husbands properly framed. Toasts of champagne to life and friendship are their speeches all the time. No matter what.

The most interesting, in my view, were the grandfather, father and son who went to Sicily to rescue old kinships and heal family relationships. Bert di Grasso (F. Murray Abraham), Dominic di Grasso (Michael Imperioli) and Albie di Grasso (Adam diMarco) provide this season’s big scene when they visit an original location where a scene from THE GODFATHER was filmed. Moment of pure cinephile enchantment. Even if the supposed relatives gave them a close door in the face.

THE WHITE LOTUS still has another great merit. The producers are not shy about going deep into the plot’s most forceful scenes. Sex, death and drugs are shown without filters.

It has already been announced that there will be a third season with beautiful people in another paradisiacal place (Maldive Islands?). Instagram and us, amused by the series, thank the producers and HBO.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s