PERDIDO EM MARTE, de Ridley Scott é um filme que se vê com grande interesse do início até o final. Inicio elogiando a trilha sonora espetacular, com mega sucessos disco e do melhor rock das décadas setenta e oitenta. O segundo grande destaque é o elenco estelar, onde pontifica o solo de Matt Damon, muito a la naufrago de Tom Hanks. Seus solilóquios soam emocionantes, interessantes, divertidos e, ao mesmo tempo, tristes, graças ao talento do ator. Cheiro de Oscar. Mas ao seu lado, gente como Jessica Chastain, Kate Mara, Jeff Daniels, Sean Bean, Chiwetel Ejiofor e por aí vai… segura o nível de interpretações em um patamar altíssimo. O roteiro superou bem o desafio de manter o nível alto em um ambiente restrito, o que, convenhamos não era fácil. Finalmente, sobre Ridley Scott, costumo dizer que ele é autor de obras primas (Duelistas, Blade Runner, Alien) ou nabas colossais (A Lenda, Prometeus, O Conselheiro do Crime). Aqui ele foi mais para seus melhores momentos, embora não tenha chegado perto de seus filmes nota dez.