REFILMAGEM ERROU O ALVO (POINT BREAK, – 2015, de Ericson Core)

Mais um filme para a serie REFILMAGENS QUE NAO DEVERIAM SER FEITAS. Este novo POINT BREAK, de Ericson Core, um diretor de fotografia de filmes conhecidos de ação, fica muito longe do original. O que é bastante comum no campo das refilmagens. Até acho que o POINT BREAK original, de 1991, dirigido pela então iniciante Katryn Bigelow, com Keanu Reeves e Patrick Swayze é daqueles filmes em que a memoria afetiva nos trai, fazendo parecer melhor do realmente foi. Tipo uma ex-namorada ou um carro antigo. Porque vendo bem, esta historia de um agente do FBI traumatizado que se infiltra em uma quadrilha de assaltantes para desmascara-los tem mais buracos que qualquer roteiro possa contemporizar. Mesmo assim, o filme original tinha muito ritmo e um charme inegável. Este aqui, ao contrario, se perde em fazer filmagens espetaculares nas cenas radicais de descidas de montanhas e saltos de para quedas, meio documentário do Canal OFF. São imagens realmente incríveis, de tirar a respiração. Mas a historia que tenta emendar uma na outra vai piorando a cada cena. Tudo me pareceu piorado e pouco inteligente. No final, ficou a pergunta de qual o motivo de fazer de novo o filme. Aparentemente, só para mostrar como se pode, com a técnica de filmagens de hoje, mostrar esportes radicais de forma espetacular. Isto dá um excelente documentário, mas não um filme de ação.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.