THE BIG SHORT(A GRANDE APOSTA): Excelente Filme Mesmo Para Quem Não Curte Economês

Muitos amigos meus falaram mal de THE BIG SHORT (A GRANDE APOSTA), de Adam McKay, dizendo que o filme era confuso, verborrágico e monótono. Inicio dizendo que não achei nada disto. E olha que sou daqueles que não lê nem olha jornais econômicos ou cadernos de economia. Mas acho que o pessoal envolvido com o filme fez uma ginástica (bem sucedida por sinal) em decodificar para os leigos aquela verdadeira cascata de termos técnicos envolvidos nos incríveis fatos que levaram a maior crise econômica dos Estados Unidos desde o crash da Bolsa de 1929. Foram muito criativos. Aquelas mini entrevistas com celebridades para fazer metáforas com certos fatos (como Margot Robbie na banheira ou Selena Gomez na roleta) foram um recurso genial. Da mesma forma, gráficos, verbetes de dicionários, entrevistas com strippers e outras cenas absolutamente heterodoxas que quebram a narrativa e a levam para bem longe na monotonia. Depois veio a seleção de três ou quatro dos melhores atores da geração atual: Christian Bale, Steve Carell, Ryan Gosling e Brad Pitt lideram um time que consegue ser, ao mesmo tempo dramático para dar ideia da catástrofe que estava por vir, grave para mostrar a irresponsabilidade do que se fez e cômicos para dar uma pita de “nonsense” no ocorrido. Tudo com muita coragem de colocar o dedo na ferida, sem medo. Sim, por que, na minha opinião, THE BIG SHORT optou por ser um filme que denuncia o episodio, documenta o que ocorreu, mas ao mesmo tempo, não deixa de lançar um olhar satírico sobre um sistema que permite que isto aconteça, por exemplo liberando que a fiscal passe o final de semana com o advogado do banco fiscalizado onde está buscando emprego. Em realidade são inúmeras as cenas neste tom tragicômico. O certo é que, onde se arriscou a apostar, THE BIG SHORT se deu bem. Vi o filme eletrizado. Achei roteiro e direção impecáveis. Merece o sucesso que alcançou.

Many friends of mine spoke poorly of Adam McKay’s THE BIG SHORT, saying the film was confusing, verbal and monotonous. I start saying I did not find any of this.

And look, I’m one of those who does not read or look at economic newspapers or economy books. But I think the people involved with the film did a gymnastics (successful by the way) in decoding for the laity that true cascade of technical terms involved in the incredible facts that led to the biggest economic crisis in the United States since the stock market crash of 1929. They were very creative.

Those mini interviews with celebrities to make metaphors with certain facts (like Margot Robbie in the bathtub or Selena Gomez on roulette) were a great resource. Likewise, graphics, dictionary entries, interviews with strippers and other absolutely unorthodox scenes that break the narrative and take it far in the monotony.

Then came the selection of three or four of the best actors of the current generation: Christian Bale, Steve Carell, Ryan Gosling and Brad Pitt lead a team that can be dramatic at the same time to give an idea of ​​the catastrophe that was to come, serious to show the irresponsibility of what was done and comic to give a pit of “nonsense” to there narrative.

The people of the film have the courage to put the finger on the wound without fear. Yes, why, in my opinion, THE BIG SHORT opted to be a movie that denounces the episode, documents what happened, but at the same time, it does not fail to cast a satirical glance over a system that allows this to happen, for example freeing the prosecutor to spend the weekend with the lawyer of the supervised bank where he is seeking employment.

In reality, the scenes in this tragicomic tone are numerous. The truth is that, where he ventured to bet, THE BIG SHORT did well.

I saw the movie without any moment of tedious. I found the script and direction impeccable. It deserves the success it has achieved.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s