A JUSTICEIRA: Filme de Vigilante com Jennifer Garner Cai na Vala Comum

A JUSTICEIRA (PEPPERMINT), do cineasta francês Pierre Morel (que dirigiu o interessante BUSCA IMPLACÁVEL, com Liam Neeson) é mais um filme sobre um Vigilante, aquele personagem que sofre uma tragédia e, frente à ineficácia da Lei, resolve sair por aí matando bandidos a esmo.

Para tornar o filme ainda menos crível, neste caso temos uma mãe que perde o marido e a filha, mortos por traficantes de drogas. A transformação da dona de casa Riley North em um novo RAMBO é sumariamente explicada em um power point do FBI, dizendo que ela passou alguns anos no oriente se preparando para virar assassina.

O único filme de vigilante com roteiro, ideias e ótimas interpretações é VALENTE, de Neil Jordan, com Jodie Foster.

Os demais – como este A JUSTICEIRA – privilegiam as mortes violentas dos criminosos em detrimento dos dramas pessoas e emocionais que poderiam sustentar o filme.

Até mesmo o personagem do policial corrupto que dá informações privilegiadas aos traficantes, que poderia render um bom subplot é desperdiçada.

E Jennifer Garner, que já fez bons papeis na TV (ALIAS) e no cinema (ELECTRA) parece que perdeu o rumo de sua carreira. Este A JUSTICEIRA foi um tiro no próprio pé.

PEPPERMINT, by French filmmaker Pierre Morel (who directed the interesting TAKEN with Liam Neeson ) is one more film about a Vigilant, with a main character who suffers a tragedy and, against the inefficacy of the Law, decides to go out there killing bandits at random.

To make the film even less credible, in this case we have a mother who loses her husband and daughter, killed by drug traffickers. The transformation of the housewife Riley North into a new JOHNNY RAMBO is summarily explained in an FBI power point, saying she spent a few years in the West preparing to become a murderer.

Neil Jordan’s THE BRAVE ONE is the only movie about vigilants taht has good screenplay, ideas and acting. And besides that, Jodie Foster.

The others – like this PEPERMINT – privilege the violent deaths of criminals to the detriment of the emotional and human drama that could sustain the film.

Even the character of the corrupt police officer who gives traffickers privileged information that could render a good subplot is wasted.

And Jennifer Garner , who has done good roles on TV ( ALIAS ) and film ELECTRA seems to loose her career. This PEPERMINT is a shot in the foot itself.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s