A FACE DE UM ANJO, do inglês Michael Winterbottom é um filme policial co-produzido por empresas italianas e britânicas, contando a história de um documentarista que vai para a Itália fascinado pela história do assassinato de um jovem estudante pela sua colega de quarto e o namorado, num rumoroso caso policial e judiciário da cidade de Perugia.

O filme é uma releitura do famoso caso Amanda Knox, uma mulher americana que ficou 4 anos presa na Itália acusada de ter participado do assassinato de sua colega de apartamento Meredith Kercher em 2007, em Perugia, juntamente com seu namorado Raffaele Sollecito e Rudy Guede, um pequeno traficante da Costa do Marfim.

Há vários coisas muito boas no filme. A diferença entre a cobertura da mídia sobre o caso e o julgamento e os interesses e dúvidas do cineasta interessado em fazer um documentário sobre o assassinato são uma reflexão excelente, ainda mais nos tempos atuais de questionamentos sobre a grande mídia.

As dicas dadas pela jornalista inglesa vivida por Kate Beckinsale para o cineasta interpretado ppor Daniel Bruhl são os pontos altos do roteiro. “If you’re gonna make a movie, make it a fiction. You cannot tell the truth unless you make it a fiction. “(“Se você vai fazer um filme, faça-o de ficção. Você não pode dizer a verdade a não ser que você crie uma ficção.”) Ou o slogan do filme: “Forget the truth. Find the story.”(“Esqueça a verdade. Ache a história.”)

Outro ponto positivo é a presença da jovem atriz inglesa Cara Delevingne (então com 17 anos), no papel de uma jovem barwoman de um bar frequentado pelo proptagonista em busca de fuga e de drogas. Aliás, outro ponto positivo do filme são as cenas sobre a noite de uma cidade do interior da Itália e as formas de diversão dos jovens locais em meio à paisagem típica de ruelas e casas antigas, o que proporciona imagens belíssimas.

O diretor Winterbottom tem uma carreira estranha e provocativa. Fez o filme de sexo explícito 9 CANÇÕES e também o provocativo O ASSASSINO EM MIM.

Há um western clássico O HOMEM QUE MATOU O FASCÍNORA, de John Ford que imortalizou a frase “This is the West, sir. When the legend becomes fact, print the legend”. (“Aqui é o Oeste, Senhor. Quando a lenda se torna fato, imprima a lenda.”)

Evidentemente, A FACE DE UM ANJO não atinge (e nem pretende) o nível de excelência do clássico de Ford, mas estas reflexões sobre a verdade e a versão pública trazida pela mídia são excelentes ainda mais nos tempos que vivemos. Valem o filme.

THE FACE OF AN ANGEL, by Michael Winterbottom is a thriller co-produced by Italian and British companies, telling the story of a documentary filmmaker who goes to Italy fascinated by the story of the murder of a young American student by her roomate and her boyfriend in a rumored police and judicial case of the city of Perugia.

The film is a retelling of the famous case Amanda Knox, an American woman arrested in Italy for 4 years, accused of having participated in the murder of her roomate Meredith Kercher in 2007 in Perugia, along with her boyfriend Raffaele Sollecito and Rudy Guede, a small Ivorian drug dealer.

There are several very good things in the movie. The difference between the media coverage of the case and the trial and the interests and doubts of the filmmaker interested in making a documentary about the murder are an excellent reflection, even more in the current times of questions about the mass media.

The tips given by the British journalist lived by Kate Beckinsale to the filmmaker played by Daniel Bruhl are the highlights of the script. “If you’re going to make a movie, make it a fiction. You can not tell the truth unless you make a fiction. “) Or the movie ad slogan: ” Forget the truth. Find the story.”

Another positive point is the presence of the young English actress Cara Delevingne (then 17 years old), as a young barwoman at a bar frequented by the moviemaker in search of escape and drugs. In fact, another positive aspect of the film are the scenes about the night of a small city in Italy and the forms of amusement of the local youths amid the typical landscape of alleyways and old houses, which provides beautiful images.

The moviemaker Winterbottom has a strange and provocative career. He made the explicit movie 9 SONGS and the also provocative THE KILLER INSIDE ME.

There is a classic western THE MAN WHO SHOT LIBERTY VALANCE, by John Ford that immortalized the phrase “This is the West, sir.” When the legend becomes fact, print the legend.

Of course, THE FACE OF AN ANGEL does not (and doesn’t even intend) achieve the level of excellence of the Ford classic, but these reflections on the truth and the public version brought by the media are excellent even more in the times we live. They’re worth the movie.