O HOMEM NAS TREVAS: Cineasta Uruguaio Faz Filme de Terror que Foge do Comum

O HOMEM NAS TREVAS, do cineasta uruguaio Fede Alvarez (autor do irregular MILLENIUM; A GAROTA NA TEIA DA ARANHA) é um filme de terror diferente, porque surpreende em vários momentos e incute a sensação de medo no espectados com cenas ainda não vistas nas obras anteriores do gênero. O filme está na NETFLIX.

Os pontos positivos iniciam pelo título original DON’T BREATHE (NÃO RESPIRE) que assume múltiplos significados durante a narrativa. A história traz um assalto feito por três jovem ladrões à casa remota de um ex-combatente do Iraque que ficou cego e mora sozinho. O que parecia um golpe fácil de ser realizado termina virando um pesadelo. Os assaltantes se vêem presos em uma armadilha, quase uma ratoeira.

O filme lembra muito a cena final da obra prima O SILÊNCIO DOS INOCENTES, quando o serial killer Buffalo Bill ataca a agente do FBI Clarice Starling em uma casa completamente escura, deixando-a as cegas (enquanto ele usa um visor infravermelho). Aqui a suposta vítima, um cego ex-soldado sabe se movimentar e atirar no escuro, enquanto os assaltantes ficam às cegas.

Esta ideia geral cenas de um suspense quase insuportável, em que o espectador fica tão cego quanto os vilões tornados mocinhos pela narrativa surpreendente. Há várias outras surpresas durante o filme, as quais não vale a pena mencionar para não dar spoilers.

O militar do filme AVATAR, de James Cameron, Stephen Lang faz um ótimo papel como o cego assaltado que reage com meios desproporcionais. Os assaltantes jovens são a jovem ascendente Jane Levy (vista em TWIN PEAKS: O RETORNO, CASTLE ROCK e na badalada DILEMA da NETFLIX), como Rocky, Dylan Minnette (de OS SUSPEITOS e DEIXE-ME ENTRAR) e Daniel Novato (LADY BIRD).

Filmes de terror usualmente apelam para sustos fáceis, como a virada da câmera para revelar uma cena assustadora de surpesa para o espectador, normalmente elevando a trilha sonora. O HOMEM NAS TREVAS até cai neste lugar comum algumas vezes, mas tem seus melhores momentos justamente quando foge deste esquema pronto recorrendo a ideias mais elaboradas e muito mais assustadoras.

Para os fãs do gênero, o filme vai agradar em cheio. Para quem não é tão apaixonado assim por filmes de terror, O HOMEM NAS TREVAS tem o que entregar, como thriller inteligente e criativo.

DON’T BREATHE, by the Uruguayan filmmaker Fede Alvarez (author of the irregular MILLENNIUM: THE GIRL IN THE SPIDER WEB) is a different horror film, because it surprises at various moments and instills the sensation of fear in the spectators with scenes not yet seen in previous works of the genre.

The positive points begin with the original title DO NOT BREATHE which assumes multiple meanings during the narrative. The story brings a robbery idealized by three young thieves to the remote home of a former Iraqi soldier who went blind and lives alone. What seemed like an easy hit to make ends up turning into a nightmare. The robbers find themselves trapped in a trap, almost a mousetrap.

The movie is very reminiscent of the final scene of the masterpiece SILENCE OF THE LAMBS, when serial killer Buffalo Bill attacks FBI agent Clarice Starling in a completely dark house, leaving her blind (while he uses an infrared viewfinder) . Here the alleged victim, a blind ex-soldier knows to move and shoot in the dark, while the robbers are blind.

This general idea scenes from an almost unbearable suspense, in which the viewer becomes as blind as the villains made good by the startling narrative. There are several other surprises during the film, which are not worth mentioning for not giving spoilers.

The military man from James Cameron‘s AVATAR film Stephen Lang makes a great acting work as the blind assailant who reacts with disproportionate means. The young burglars are young up-and-coming Jane Levy (seen in TWIN PEAKS: THE RETURN, CASTLE ROCK and the trendy DILEMA of NETFLIX), as Rocky, Dylan Minnette (from PRISONERS and LET ME IN) and Daniel Novato (LADY BIRD) .

Horror movies usually appeal to easy scares, such as turning the camera around to reveal a scary scene as a surprise for the viewer, often raising the soundtrack. DON’T BREATHE falls into this commonplace sometimes, but it has its best moments just when it run away from this scheme by resorting to more elaborate and far more frightening ideas.

For fans of the genre, the film will for sure please a lot. For those who are not so passionate about horror movies, DON’T BREATHE has what to deliver, as an intelligent and creative thriller.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s